Cenas de jornalismo explícito | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

ARMAZéM LITERáRIO > APAGÃO, GLOBO & RECORD

Cenas de jornalismo explícito

Por Luiz Egypto em 11/11/2009 na edição 563

No rescaldo do apagão iniciado às 22h15 de terça-feira (10/11), e que atingiu 18 estados brasileiros e o Distrito Federal, os telejornais da manhã de quarta (11) tinham, por óbvio, uma pauta certa e acabada. Depois da goleada que o rádio infligiu nas demais mídias, novas e velhas, a televisão saiu a campo para unir-se ao esforço de buscar explicações plausíveis para o acidente que criou enormes contratempos para milhões de brasileiros.


Passava pouco das 10h de quarta, a energia fora restabelecida ainda na madrugada. Em Brasília, em frente à sede do Ministério das Minas e Energia, o secretário-executivo do ministério, Márcio Zimmerman, preparava-se para uma entrevista, ao vivo, para a TV Globo. No mesmo horário, o âncora Celso Zucatelli – do Hoje Em Dia, da TV Record – chamou a repórter Venina Nunes, também ao vivo, e a instruiu a falar com o secretário. Não foi possível, como se pode conferir neste link do Youtube.


O vídeo foi postado com o título bombástico de ‘Globo impede Record de entrevistar secretário de Minas e Energia’, como a jogar um pouco mais de gasolina no fogo que queima e esturrica as tensas relações entre as duas emissoras. As imagens mostram cenas de jornalismo explícito onde houve de tudo um pouco, inclusive alusões à ‘ética’ e à ‘democratização dos meios de comunicação’. Vale conferir o vídeo de 8min13 – que até às 17h30 de quarta (11/11) tinha 165 comentários no Youtube – e tirar suas próprias conclusões.

Todos os comentários

  1. Comentou em 24/11/2009 AMANDA DE LIMA BAPTISTA

    Olá,
    estou navegando a procura de ajuda.
    Como grande parte dos brasleiros, gosto de televisão. Não sou apaixonada, vivo sem TV e internet por muitos dias se precisar. Mas as poucas programações que assisto me enojam e me aborrecem, principalmente porque tenho uma filha de quase 5 anos que gosta de desenhos animados.
    Hoje, 22/11, por voltadas 19h30 estávamos assistindo o desenho do Pica Pau na TVRecord quando na cena seguinte e imediata após o último desenho, veio a imagem de PM s torturando jovens numa delegacia sei lá da onde…Levantei-me rapidamente para mudar de canal a fim de proteger minha filha de imagens que considero impróprias e ainda mais com gritos.
    Quanto a este canal e tv aliás, é muito comum nos comerciais de desenhos e outros programas livres, haver chamadas de filmes de pancadaria, morte, terror e violência de outros moldes.

    Alguns meses atrás, por ocasião da morte de Sadam Hussein, ‘sem querer’ vi o vídeo da sua execução no Jornal Nacional da RedeGlobo…
    Evito os notíciarios…prefiro ler jornal ou a internet.
    Bem, minha revolta é : sou adulta, mas crianças como a minha filha e tantas outras estão na sala ou qq outro ambiente, às vezes só, sem que haja tempo de serem protegidas destas porcarias que literalmente invadem nossa casa sem o mínimo de aviso prévio.
    Onde eu posso brigar contra isso? Com quem reclamar?
    Vocês podem me orientar?

  2. Comentou em 12/11/2009 Francisco Aguiar de Oliveira Oliveira

    Luis,

    O PIG chamou de APAGÃO do governo LULA e RACIONAMENTO DE ENERGIA do governo FHC. Vamos ver as diferenças:

    APAGÃO do governo LULA:
    1. Falta de Energia elétrica que atingiu 18 estados do Brasil durante umas 4(quatro) horas.

    RACIONAMENTO DE ENERGIA do governo FHC:(começou em 1999 e vai até 2001/2002). Atingiu todos os estados do Brasil.Incluiu:
    1. Racionamento de Energia Elétrica: Desligamento de todos os aparelhos e lampadas das residencias, comercios e industrias;
    2. Apagões Programados: As empresas de energia elétrica determinavam o dia e as horas em que ia faltar energia. Chegava a 1 dia inteiro;
    3. TAXA DO APAGÃO: Pagamento de uma taxa mensal do apagão durante uns 3 anos para repor os “prejuizos” das empresas de energia elétrica que tinham sido privatizadas pelo governo FHC;
    4. Quebradeira Geral: Fechamento de muitas empresas que dependiam de energia elétrica, recessão econômica e desemprego altíssimo;
    5. Etc. etc. etc.

    Agora me diga: O PIG tem razao?

    Um abraço.

  3. Comentou em 12/11/2009 Fábio Gomieiro

    Um problema afetou milhões de pessoas e o Sr. Zimmerman concede uma entrevista exclusiva à Globo para dar informações/explicações/esclarecimentos e, pior, fica aguardando algum tempo para falar ao vivo.
    Os salários dele e da sua assessoria de imprensa são pagos pelo governo federal, com dinheiro dos contribuintes, a quem devem satisfações, mas fica a impressão que querem fazer um agrado à Globo (garantirem empregos quando sairem do governo?).

  4. Comentou em 12/11/2009 Marcos Lima

    O mais interesante é ver o quão cegos e manipulados são os ‘fieis’ da Rede Record, que não conseguem enxergar o que está na cara deles, e ainda defendem a atitude equivocada da reporter e do âncora Celso Zucateli, que romperam as barreiras da ética e ainda queriam sair de vítima.

  5. Comentou em 11/11/2009 Herman Fulfaro

    Sobram equívocos e má conduta para todo lado. O Zucatelli até que no início foi compreensivo, entendendo que a entrevista com a Globo já estava no ponto de ir para o ar. Mas, possivelmente instigado pelo diretor de jornalismo da Record, de repente passou a forçar a barra. Num dado momento entrevistar o Zimmerman já não parecia ser o mais importante, mas, sim, atropelar a Globo ou botar a matéria no ar antes dela. A personalidade a ser entrevistada, por sua vez, com o fone no ouvido e com a já tradicional cara de paisagem, não contribuiu em nada para evitar o barraco. Estranho, no entanto, não haver no local (pelo menos não se vê nas imagens), repórteres de outras emissoras pois, se houvesse, é de se duvidar que o comportamento de todos teria sido o mesmo, especialmente o do entrevistado. No mais, parece que o incidente se limitou a alguns poucos que assistem tv na parte da manhã e ao Youtube, não havendo referência a respeito no portal R7.

  6. Comentou em 11/11/2009 Fabiana Botelho

    Parabéns, Record. Mais uma vez conseguiu aparecer mais que a fonte e virou ‘notícia’. Com o perdão do clichê, mas colocar o carro na frente dos bois parece especialidade da casa. Na briga de megalomaníacos, o público que se dane…

  7. Comentou em 11/11/2009 Daniela Souza de Jesus

    O papelão da Record foi vergonhoso. Percebe-se claramente que a Record não marcou entrevista com o Secretário e ainda, para aproveitar da situação, atrapalhou a Globo, que se organizou e não desrespeitou nenhum outro veiculo de comunicação. Para passar a imagem de que a Globo age por meio de manipulação, a reporter foi instruida a agir dessa forma.
    Não é dessa forma que deve ser feito jornalismo. Se os responsáveis não foram ageis o bastante para chegarem primeiro, que esperem.
    E para deixar bem claro, não sou defensora da Globo, mas esse episódio me faz acreditar em um certo complô contra a mesma, sendo esta manipuladora ou não em outros casos.

  8. Comentou em 02/02/2009 Gabriel Fonseca

    No último dia 26 de janeiro, a Folha de São Paulo publicou uma coluna assinada por José Pereira Coutinho que considerei preconceituosa. O autor pretendia criticar as recentes campanhas publicitárias ateístas em ônibus na Europa e sua tese é de que a suposta inexistência do Criado não seria motivo para comemorar, pois segundo ele as pessoas que não creem em Deus não têm limites éticos. Escrevi para a Folha e para o Ombudsman, mobilizei diversos ateus e agnósticos como eu a fazerem o mesmo e esperava que ao menos a Folha publicasse alguma carta. Não o fizeram. Esperei até o último domingo para ver se o Ombudsman faria uma menção e novamente me decepcionei.

    Foi então que me sugeriram entrar em contato com o Observatório da Imprensa. Peço que vocês leiam a coluna de Coutinho e minha resposta a ela:

    Coluna: http://www1.folha.uol.com.br/folha/pensata/joaopereiracoutinho/ult2707u494323.shtml

    Minha resposta: http://incredulandia.blogspot.com/search?updated-max=2009-01-28T22%3A03%3A00-02%3A00&max-results=7

    Para minha infelicidade, constatei que hoje mesmo os ateus e agnósticos foram acuusados de falta de valores éticos outra vez, agora em coluna do ex-governador de São Paulo, Cláudio Lembo, no Terra:

    http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI3485758-EI8421,00-Explosao+de+soberba.html

    Gostaria que o OI analisasse esses casos e, se julgarem justo, comentá-los.

  9. Comentou em 24/08/2007 william harold kano setsuki gates

    divulguem tudo o que sabem sobre o que aconteceu com a imprensa mundial. autorizacao george w bush lula e will e hozo ok ok ok ok

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem