Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

ARMAZéM LITERáRIO >

Emissora exibe bastidores de seqüestro

16/07/2008 na edição 494

A rede de TV filipina ABS-CBN divulgou vídeos gravados secretamente por um cinegrafista de sua equipe enquanto era mantido em cativeiro por militantes muçulmanos, noticia Jim Gómez [AP, 14/7/08]. As cenas, que mostram os seqüestradores armados no cativeiro, fizeram parte de um documentário intitulado Kidnap (Seqüestro, tradução livre), exibido no fim de semana passado.


Segundo a emissora, as imagens foram conseguidas quando um dos dois cinegrafistas capturados junto com a âncora Ces Drillon, em junho, disse aos seqüestradores que precisava ligar um pouco a câmera, ou ela podia estragar. A ABS-CBN decidiu exibi-las, em parte, para ajudar a polícia da ilha filipina de Jolo a identificar os captores da equipe, que acabou libertada após pagamento de resgate. Segundo a vice-presidente de notícias da rede, Maria Ressa, uma cópia da fita já havia sido entregue à polícia.


Pauta arriscada


Os três jornalistas foram seqüestrados no dia 8/6, junto com seu guia, quando tentavam entrevistar Radulan Sahiron, comandante do Abu Sayyaf, grupo ligado à al-Qaeda. Sahiron é perseguido por tropas patrocinadas pelos EUA. A organização extremista islâmica é conhecida por seqüestros e é listada como terrorista pelo governo americano. Segundo Maria, Ces havia desobedecido seus superiores, que consideraram a pauta muito arriscada.


Relembrando seus dez dias de cativeiro, a âncora confessou que estava pronta para matar qualquer militante que tentasse estuprá-la. ‘Antes de dormir, eu checava onde estava o facão porque pensava que seria mais fácil de usar que um revólver’. O cinegrafista Jimmy Encarnacion disse que os seqüestradores chegaram a amarrar suas mãos e o fizeram ficar de joelhos, preparando-o para ser degolado, na medida em que o prazo para o pagamento do resgate chegava ao fim. Ele contou que chorou quando o telefone tocou e os militantes afirmaram que o dinheiro estava a caminho.


Nenhum dos seqüestradores foi capturado, mas a polícia prendeu o prefeito da cidade de Indanan e seu filho, que haviam liderado as negociações com os militantes. A polícia acusa os dois de planejar o seqüestro – o que eles negam.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem