Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

ARMAZéM LITERáRIO > TELETIPO

Fundador do USA Today culpa editores por fraudes de repórter

20/04/2004 na edição 273

Al Neuharth, fundador do USA Today, jornal de maior circulação nos EUA, publicou coluna no diário culpando os editores pelos problemas envolvendo o repórter Jack Kelley, que admitiu ter inventado grandes trechos de importantes matérias que escreveu. Como reporta a Editor & Publisher [15/4/04], Neuharth por pouco não pediu a demissão do publisher Craig Moon e da editora Karen Jurgenson. Para o ex-presidente da editora proprietária do USA Today, as fraudes foram estimuladas pela decisão de incrementar a cobertura internacional do jornal, que surgira mais concentrado em notícias domésticas. Essa sofisticação não seria condizente com o público do diário e teria aumentado a pressão sobre os repórteres. ‘Em seguida, veio, de lugares longínquos, a decepção com Kelley, que se estendeu por mais de 10 anos’, concluiu Neuharth. Moon acaba de receber um relatório confidencial produzido por três jornalistas veteranos que buscaram identificar os problemas que levaram o repórter a falsificar matérias.

Autobiografia de Clinton preocupa democratas

Lideranças do Partido Democrata americano andam preocupadas com a autobiografia que Bill Clinton está escrevendo. Se ela demorar muito para ser publicada, ao trazer tanto revelações positivas como negativas sobre a vida do ex-presidente, poderá ofuscar a campanha do atual candidato presidencial do partido, John Kerry. Está contribuindo ainda mais para criar tensão o fato de que Clinton tem ligado para colegas para ler trechos, talvez em busca de aprovação daquilo que está escrevendo. Muitos democratas querem a obra saia antes da convenção nacional do partido, no final de julho. A Random House, editora que publicará as memórias, quer colocá-las nas livrarias até 15/6, mas, para isso, o ex-presidente teria que terminar de escrevê-las até o fim de abril, o que não é muito provável que aconteça – ele trabalha no livro há dois anos. Segundo uma pessoa que teve acesso a trechos ouvida pelo New York Times [13/4/04], o caso de Clinton com a estagiária Monica Lewinsky será tratado na autobiografia.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem