Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

ARMAZéM LITERáRIO > TELETIPO

Jornalistas estrangeiros ameaçados no México

17/07/2007 na edição 442

Narcotraficantes mexicanos ameaçaram, no fim da semana passada, matar jornalistas americanos na fronteira entre os EUA e o México. O embaixador americano no México, Tony Garza, condenou as ameaças, que classificou como ‘uma tentativa de intimidar [os profissionais de imprensa] para que eles não reportem a verdade’. Garza não forneceu detalhes das ameaças, mas um funcionário da embaixada, sob condição de anonimidade, afirmou que havia informações confiáveis de que traficantes planejavam assassinar jornalistas estrangeiros. As ameaças se concentravam na violenta cidade de Nuevo Laredo http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=379MON004, onde centenas de pessoas já foram assassinadas em episódios de violência relacionados ao narcotráfico. ‘Nós trabalharemos com as autoridades nos EUA e no México para fazer todo o possível para garantir a segurança de repórteres americanos que atuam nos dois lados da fronteira’, prometeu o embaixador. Informações de Traci Carl [AP, 13/7/07].



UPI elimina cargos em processo de reestruturação

Apenas um dia após revelar que cortaria seu único correspondente na Casa Branca, a United Press International (UPI) anunciou o fechamento da sucursal nas Nações Unidas. A agência de notícias perderá assim seu mais antigo repórter, William M. Reilly, que entrou para a UPI em 1961 e cobriu áreas como a Guerra do Vietnã e tribunais de Nova York antes de assumir o escritório da ONU, há 10 anos. Segundo ele, sua saída marcará a primeira vez que as Nações Unidas não são cobertas pela UPI desde que a organização internacional foi fundada, em 1945. Reilly está entre os 11 funcionários demitidos como parte de um plano de reestruturação da companhia, que passa por problemas financeiros. Segundo o editor-chefe Michael Marshall, a agência irá focar sua cobertura em questões de inteligência, ameaças de segurança e conflitos no setor de energia. A UPI foi comprada em 2000 pela News World Communications, que pertence à igreja do reverendo Sun Myung Moon e também opera o jornal conservador Washington Times. Informações de Joe Strupp [Editor & Publisher, 12/7/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem