Sábado, 23 de Março de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1029
Menu

ARMAZéM LITERáRIO >

Jornalistas multados por violar mordaça

27/02/2009 na edição 526

Cinco jornalistas egípcios foram multados ao equivalente a 4.200 reais, esta semana, por desafiar uma ordem de silêncio sobre o julgamento do bilionário Hisham Taalat Mustafa, acusado de assassinato. Um tribunal do Cairo havia imposto a mordaça sobre o processo em novembro. Mustafa, empresário do setor imobiliário e membro do Partido Nacional Democrata, é acusado de contratar um ex-policial para matar a cantora libanesa Suzanne Tamim – que, segundo a mídia local, teria terminado um relacionamento de três anos com ele.


Suzanne foi encontrada esfaqueada e com a garganta cortada em seu apartamento em Dubai, em julho do ano passado. O policial aposentado Mohsen al-Sukkani também é julgado pelo crime. Os jornalistas multados por violar a ordem de silêncio são Abbas el-Tarabili, editor do jornal de oposição al-Wafd, e Magdy el-Jalad, editor do diário independente al-Masri al-Yom. Após a ordem, a imprensa do país podia apenas reportar decisões do tribunal – como adiamentos de audiências – e o veredicto do julgamento, que ainda não chegou ao fim. Informações da AFP [26/2/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem