Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1063
Menu

ARMAZéM LITERáRIO >

Mulheres e crianças nos jornais de antigamente

08/09/2009 na edição 554

[do release da editora]

Neste livro, Raquel Discini de Campos extrai da matéria-prima do jornalismo e da publicidade regional concepções próprias a respeito da cultura que permeava os meios de comunicação do Estado de São Paulo na primeira metade do século 20, particularmente no que diz respeito às mulheres e às crianças, personagens principais da vida pública do período.

A autora nos faz pensar sobre a longa duração das representações culturais, já que observamos por meio de seu texto o nascimento de um mundo que é hoje o nosso. Ela nos convida para uma imersão na história da moda, da beleza, do culto à ‘esbeltez’ e da maternidade, no que diz respeito á história das mulheres; e à ingenuidade, à pureza ou à marginalidade, no que diz respeito à história das crianças e dos adolescentes. Trata-se do retrato de uma época em que os jornais não só contavam o que acontecia no mundo, mas também procuravam formá-lo. Longe de uma visão maniqueísta de História, a autora busca demonstrar como os jornais tentavam educar o público leitor utilizando-se de diversos artifícios.

Este lançamento da Editora Unesp mostra como o historiador, ao se debruçar sobre as fontes históricas regionais, pode atingir o estatuto de universalidade, meta de comunicação daqueles que tem a escrita como instrumento privilegiado do diálogo com o outro. A obra é o resultado de uma tese de doutorado e foi premiada pelo ‘Prêmio Estímulo Nelson Seixas’ de São José do Rio Preto, SP. Trata-se de um exame cuidadoso das imagens de mulheres e de crianças construídas e veiculadas pela imprensa paulista, pela publicidade e pela própria sociedade, mas trata-se, sobretudo, de uma narrativa que se situa entre as fronteiras da História da Imprensa, da História da Cultura e da História da Educação.

Capturando não só o que ocorre de instantâneo nos acontecimentos, mas também o que permanece até a atualidade, Raquel Discini de Campos faz um recorte analítico da vida da primeira metade do século 20 no interior paulista, nos convidando à leitura.

A autora

Raquel Discini de Campos é historiadora, mestre e doutora em História da Educação pela Unesp, campus de Araraquara. É professora de História da Educação da Universidade Federal de Uberlândia (MG). Além de artigos científicos e capítulos de livros, publicou A princesa do sertão na modernidade republicana: urbanidade e educação na Rio Preto dos anos 1920, pela Annablume.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem