Sábado, 22 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

ARMAZéM LITERáRIO > ESTANTE

O escândalo do Judiciário que o Brasil desconhece

03/08/2010 na edição 601

[do release da editora]

A Editora Capital Cultural está lançando livro de dois combatentes jornalistas, Rogério Medeiros e Stenka do Amaral Calado, bastante conhecidos no meio jornalístico do Rio e São Paulo e, a partir de 2002, pelas suas análises, reportagens e editoriais no jornal online capixaba www.seculodiario.com.br.

Rogério e Stenka sintetizam no livro a cobertura diária dos repórteres sobre o escândalo da ‘Operação Naufrágio’, ação do Ministério Público do Espírito Santo contra o nepotismo, o enriquecimento ilícito e a corrupção no Judiciário do estado. Houve dezenas de envolvidos, mas apenas seis prisões, graças à intervenção do governador do ES, que o Século Diário – e o livro – denuncia também. O caso é emblemático da nossa necessidade de lutar por um Judiciário limpo, em todos os estados do Brasil.

Esta cobertura, com textos brilhantes dos jornalistas, resulta agora no livro Um novo Espírito Santo – Onde a Corrupção Veste Toga, com lançamento nacional na quarta-feira, dia 4 de agosto, às 18:30 horas, no lobby do Museu da República, no bairro do Catete (em frente ao metrô).

‘Um novo Espírito Santo’

A ‘Operação Naufrágio’ foi uma ação conjunta da Polícia Federal e do Ministério Público Federal (MPF) lançada com o fim de desbaratar uma quadrilha que transformara o Tribunal de Justiça do Espírito Santo em balcão de negócios. Os obstáculos para a cobertura da imprensa ganharam ainda mais dramaticidade pelo envolvimento, no esquema de corrupção, não de um suspeito, mas de praticamente toda uma corporação, o Judiciário local, com as exceções de praxe. E ainda mais devido ao envolvimento de ninguém menos que o chefe do Executivo estadual no período das investigações, o governador Paulo Hartung, empenhado na desconstrução do escândalo através da interferência na mídia capixaba.

Foi com muito esforço e disposição para lutar pelo direito de informar e opinar que os jornalistas do Século Diário enfrentaram as dificuldades, com a produção de mais de 500 textos nos 436 dias de investigações. Média superior a uma matéria por dia, contra média próxima de zero da mídia corporativa (jornais e TVs locais).

O trabalho aqui reunido reflete o esforço desses profissionais e detalha os fatos que eles levantaram. Mostra não só os bastidores das investigações, mas também o modus operandi do esquema montado pelo governador para dominar as instituições. Ele próprio chamou de arranjo institucional e criou até slogan na propaganda oficial, ‘um novo Espírito Santo’.

Para os jornalistas do Século Diário, esta foi a obra do governo Hartung que deu forma e conteúdo ao novo Espírito Santo da publicidade oficial.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem