Terça-feira, 25 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

ARMAZéM LITERáRIO > TARSO DE CASTRO (1941-1991)

O rato de redação

24/08/2010 na edição 604

O livro Rato de redação: homenagem a Tarso de Castro, um jornalista brasileiro, publicado pelas Editoras IMED e Passografic, será lançado no dia 11 de setembro (sábado), a partir das 20h30min, no Velvet, em Passo Fundo, e na Livraria Palmarinca, em Porto Alegre, no dia 16 de setembro (quinta).

A obra apresenta e analisa a trajetória do jornalista passo-fundense Tarso de Castro – o rato de redação mais famoso dos círculos cariocas e paulistas, que ficou conhecido a partir do Pasquim, jornal brasileiro que combateu a ditadura militar com sarcasmo, criatividade e muito humor. A capa do livro foi idealizada pelo chargista e cartunista Paulo Caruso. Já o prefácio e a apresentação foram escritos por Bárbara Abramo, Gilberto Perin, Luís Augusto Fischer e Tânia Carvalho.

A autoria dos capítulos coube a Silvia Brugnera, Marina Campos, João Vicente Ribas, Alessandro Batistella, Mauro Gaglietti, Carlos Alceu Machado, Roberta Scheibe, João Carlos Tiburski, Maria Isabel Bristott, Ivaldino Tasca, José Ernani de Almeida, Francisco Carlos dos Santos Filho, Sônia Bertol, Bibiana de Paula Friderichs, Roberto José Ramos, Carla Rodrigues, Melchíades Cunha Júnior, Sérgio Vaz e Aramis Millarch.

De acordo com um dos organizadores da obra, Mauro Gaglietti, o livro reúne vários textos de diferentes autores para marcar a polêmica passagem do autor de frases como ‘Viver é fácil. A dor é apenas o intervalo para fumar’; ‘Perdi 25 milhas. Por sorte, não as tinha’; ‘Devo ter todos os defeitos possíveis, mas faço questão de exercer minhas virtudes’; ‘É preciso ter amigos, mas poucos’.

Conforme Gaglietti, a obra também apresenta vários capítulos cuja autoria é de jornalistas e estudiosos da vida e da obra de Tarso de Castro. ‘Imperdível é, também, a entrevista que Tarso de Castro fez com Chico Buarque e Caetano Veloso’, frisa o professor.

Durante sua trajetória, Tarso de Castro, tornou-se amigo de pessoas influentes como Chico Buarque, João Ubaldo Ribeiro, Luiz Carlos Maciel, Hugo Carvana, José Lewgoy, Leila Diniz, Regina Rozemburgo, Antonio Carlos Jobim, Vinicius de Moraes, Ricardo Amaral, Julinho Rego, César Thedim e Leonel Brizola.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem