Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1058
Menu

ARMAZéM LITERáRIO >

Pesquisadores em sintonia fina

15/06/2010 na edição 594

Em parceria com a Editora da PUCRS, o Grupo de Pesquisa Rádio e Mídia Sonora da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) está lançando o e-book E o rádio? Novos horizontes midiáticos, organizado pelos professores Luiz Artur Ferraretto, da Universidade de Caxias do Sul, e Luciano Klöckner, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. A obra pode ser consultada ou baixada aqui, gratuitamente, no endereço.

E o rádio? traz 40 artigos apresentados no XXXII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, realizado em Curitiba, no ano passado, e que tratam de assuntos como história, ensino, cidadania, criatividade, publicidade, programação e futuro da mídia sonora. Conforme os organizadores, o livro é a primeira de uma série de atividades que vai marcar os 20 anos do Grupo de Pesquisa Rádio e Mídia Sonora, criado em 1991. Uma versão impressa da publicação vai ser ser lançada no próximo congresso da Intercom, em setembro, na Universidade de Caxias do Sul (Caxias do Sul/ RS).

***

APRESENTAÇÃO DO LIVRO

Trabalho em parceria e em sintonia

Este texto escrito a quatro mãos representa bem o espírito que norteia o grupo de pesquisa Rádio e Mídia Sonora abrigado na Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. Desde a sua formação em 1991, o grupo foi aos poucos reunindo nas várias regiões professores e investigadores dedicados a estudar, documentar e analisar a história, a evolução, o ensino, a recepção e a programação do rádio no Brasil. O trabalho colaborativo produziu, além dos artigos apresentados nos encontros anuais do grupo, edições impressas com temáticas variadas e, mais recentemente, edições digitais como este e-book. Em todos os casos constituíram sempre exemplos de trabalho em parceria e, principalmente, em sintonia – como convém a pesquisadores do meio.

E o rádio? Novos horizonte midiáticos, organizado pelos professores Luiz Artur Ferraretto e Luciano Klöckner, é mais um fruto do interesse manifesto do grupo pelos estudos sobre esse meio de comunicação fascinante. Há contribuições de 11 estados, mais o Distrito Federal, que abrangem um conjunto de assuntos agrupados neste volume em oito seções temáticas: a primeira é sobre história e a última trata do futuro, das tendências, da geração digital. No meio desses dois vértices estão artigos sobre ensino, emissoras e ouvintes, criatividade sonora, publicidade e programas.

São relatos de pesquisa ou textos motivados pela própria publicação, sempre conduzidos por um ponto em comum: o entendimento da característica plural do rádio. E, também da sua onipresença que o faz mais atual do que nunca, como atesta a sua versão na web e nos celulares. Como diz Castells (2007:395), ‘a tecnologia de comunicação móvel tem poderosos efeitos sociais ao generalizar e aprofundar a lógica em rede que define a experiência humana do nosso tempo’. Este livro comprova a peculiaridade do rádio que, democrático na sua origem, influencia gerações de pesquisadores que contribuem para o progresso do próprio campo científico. [Doris Fagundes Haussen (PUCRS) e Sonia Virgínia Moreira (UERJ), Porto Alegre e Rio de Janeiro, verão de 2010.]

***

PREFÁCIO

Afinal, e o rádio?

A pergunta vai e volta com frequência. Está presente nas salas de aula das universidades, nas redações e nos estúdios das emissoras, nos escritórios de diretores, coordenadores, chefes… Ganha abrangência e gera preocupação nestes tempos de internet, globalização, convergência… Afinal, e o Rádio? Para onde vai este veículo que há nove décadas foi chegando de mansinho e ganhando os ouvintes com estardalhaço maior ou menor conforme reinava absoluto ou retirava-se para um plano secundário?

A cada ano, os integrantes do Grupo de Pesquisa Rádio e Mídia Sonora da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação reúnem-se durante o congresso nacional da entidade, procurando, em síntese, responder a esta pergunta. São quase duas décadas de reflexão pautada na colaboração entre professores e estudantes de todo o país. Embora uma dezena de obras já tenha sido produzida em conjunto, esta reveste-se de caráter especial: pela primeira vez, revisto a partir das observações dos colegas, publica-se o conjunto dos textos de um destes encontros, o de 2009.

Os artigos aparecem organizados em oito seções: História; Ensino; A emissora e o ouvinte; Cidadania, política, comunidade e educação; Rádio, som e criatividade; Publicidade radiofônica; Programação radiofônica; e Futuro da mídia sonora. Como o rádio, que se adapta aos tempos da internet, ganha divulgação pela rede mundial de computadores por meio deste livro eletrônico.

É uma forma de se ampliar ainda mais o debate. E de começar a marcar os 20 anos de atividade deste fórum de pesquisadores fundado em 1991 por iniciativa das professoras Doris Fagundes Haussen e Sonia Virgínia Moreira. [Luiz Artur Ferraretto (UCS) e Luciano Klöckner (PUCRS), organizadores]

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem