Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

ARMAZéM LITERáRIO > MTV & EMETEVÊ

Pós-modernidade e cultura mcworld

Por Luiza Lusvarghi em 11/12/2007 na edição 463

O projeto de pesquisa para este trabalho incluiu depoimentos de pessoas ligadas à trajetória da MTV no Brasil, pesquisas e teses sobre a emissora, além de consultas aos cinco maiores jornais diários de distribuição nacional do país: Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo, O Globo, Jornal do Brasil e Gazeta Mercantil. O jornal Valor passou a ser incluído como fonte de pesquisa após seu lançamento, em 2000. O mesmo critério foi utilizado para selecionar as revistas semanais IstoÉ, Época e Veja. Os sites oficiais da holding Viacom, da MTV e suas afiliadas, bem como de veículos e agências de notícias internacionais, do New York Times, El Mercurio, Reuters, e de sites sobre economia e música, como Pluggar, Terra, VoxNews, iG, Tela Viva, Acessocom, permitiram uma atualização rápida de dados e estatísticas muitas vezes não disponíveis na imprensa e nos jornais. Infelizmente, alguns desses sites não existem mais, e a tendência atual é cobrar pela informação na internet, que passou a ser monopólio dos grandes grupos de mídia. Por outro lado, corporações como a Abril, e até a Globo, passaram a exibir em suas páginas dados sobre a sua situação financeira, ainda que oficiais, com uma transparência que não era usual no país.


As fontes de consulta incluíram ainda as revistas do segmento Pay-TV, Jornal Telecom, fitas de vídeo e livros editados pela MTV Books nos Estados Unidos, a Revista MTV (publicação nacional do Grupo Abril), pesquisas realizadas pela própria emissora e materiais de imprensa (releases) produzidos no Brasil. Algumas fitas e livros foram cedidos pelos produtores. Os documentos utilizados para investigar a natureza das empresas ligadas à MTV estabelecidas no Brasil foram obtidos na Junta Comercial de São Paulo.


Capítulos e temas


A pesquisa, que se iniciou em 1999, foi desenvolvida com a finalidade de integrar a dissertação de mestrado ‘A MTV no Brasil – a padronização da cultura na mídia eletrônica mundial’, defendida na ECA-USP em 8 de maio de 2002. Naquele período, praticamente não existiam trabalhos sobre este tema. Posteriormente, a pesquisa sofreu atualização em 2004 e finalmente passou por outra revisão, produzida entre 2006 e 2007 – neste último período para integrar o presente ensaio, como resultado da Bolsa de Estímulo à Criação Literária concedida pela Secretaria de Cultura do governo do estado de São Paulo.


No início desta pesquisa, cuja intenção principal é discutir a globalização na mídia, cheguei a pensar em trabalhar com a CNN. No entanto, a idéia de abordar a questão da cultura e da regionalização dentro da globalização me levou a optar pela MTV, que se estabelece em cada país buscando legitimar-se localmente. No capítulo inicial desta obra, procurei abordar os principais conceitos que nortearam meu trabalho. No segundo capítulo, é assinalada a importância da holding Viacom dentro da internacionalização midiática.


As características principais e algumas curiosidades sobre o lançamento da MTV no Brasil são enfocadas no terceiro capítulo. Em ‘Do modelo norte-americano ao jeitinho brasileiro’, é discutido o processo de aculturação da marca no Brasil, e em ‘Popular e nacional, a nossa Emetevê’, a consolidação desse processo, já em sua segunda fase, diante das mudanças de legislação. ‘Rocking around Brasil: algumas palavras’ ensaia uma possível conclusão, mas deixa em aberto a discussão do tema, que está longe de se esgotar aqui.


Sobre a autora


Luiza Lusvarghi nasceu em Lins, interior de São Paulo, em 9 de julho de 1956, onde iniciou o curso de Letras, que seria concluído em São Bernardo do Campo, para onde se mudou em março de 1976 para trabalhar no Banco do Brasil. Quatro anos depois, já em São Paulo, começaria o curso de Jornalismo, na PUC-SP, em plena época de abertura política, com a anistia e a efervescência do movimento sindical do ABC.


Foi cineclubista e militante sindical. Como jornalista, trabalhou no Shopping News e Estado de S.Paulo, tendo colaborado ainda para diversas revistas femininas, além de suplementos culturais e de turismo de jornais como Diário Popular e Folha de S. Paulo. Como professora, lecionou em cursos de Comunicação Social da Uniban (SP, Osasco e ABC), UNIP-SP, UniFiamFaam (SP), Esamc (Santos) e São Marcos. Concluiu mestrado em 2002, sobre a MTV Brasil, e doutorado em 2007, sobre ‘Cidade de Deus’ e ‘Cidade dos Homens’, abordando as relações entre televisão e cinema nacional, ambos na ECA-USP. Participa do Núcleo de Pesquisa de Comunicação Audiovisual da Intercom desde 2004.


Atualmente, é bolsista da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), onde desenvolve pesquisa sobre as estratégias globais da mídia e sua relação com a mídia regional nordestina no âmbito da produção audiovisual, com destaque para a Globo Nordeste.

******

Jornalista

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem