Trabalhar para a Globo é um crime | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Terça-feira, 14 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº999
Menu

ARMAZéM LITERáRIO > TV BRASIL

Trabalhar para a Globo é um crime

Por Heitor Reis em 02/10/2007 na edição 453

‘Os estudos do professor Perseu Abramo… situam o jornalismo praticado pelo mercado como um instrumento de controle político das elites, contrário aos interesses maiores do povo brasileiro.’ (Hamilton Octávio Souza, em Padrões de manipulação na grande imprensa, de Perseu Abramo, pág. 17, da Editora da Fundação Perseu Abramo)

Com a criação da TV Brasil, o presidente Lula pretende indicar os membros do Conselho gestor, demonstrando a distância a que ainda está do estadista que pensa ser ou quer nos fazer acreditar que seja. Seguirá o mesmo caminho das TVs estaduais, que se dizem públicas mas são estatais e governamentais, vivendo sob o temperamento do governador de plantão.

E, começando assim, ela jamais será pública, pois modificar a cultura organizacional que será formada entre os que ali começarem a trabalhar criará raízes tão profundas que não as conseguiremos arrancar…

Consertar o estrago que o clima da corte palaciana determina, o favorecimento político e toda a forma de interesses escusos, fartamente documentados pela mídia, será algo praticamente impossível. Assim como o entulho autoritário de 1964, que nos persegue até hoje.

Oprimidos ou opressores

Vejam no que deu as tais agências reguladoras, teoricamente públicas, mas, na prática, um aparelho privatizado pelos donos do capital para explorar a classe trabalhadora e consumidora.

Mas, política é assim mesmo. ‘Politiquinha brasileira’ num ‘estado oligárquico e autoritário’, como diria Marilena Chauí… Ou que o presidente é apenas o motorista da elite, na visão de João Pedro Stedile e dom Mauro Morelli.

As práticas do PT são as mesmas do PFL, PMDB, PSDB: enganar o povo para agradar aos ricos. Infelizmente não são mais as regras de sua Carta de Princípios e nem as proclamadas por Perseu Abramo, o qual não viveu o suficiente para noticiar a morte da estrela moralmente decadente que ele contribuiu para que brilhasse um dia.

Ao lançar na mídia um balão-de-ensaio, sondando a escolha da jornalista Tereza Cruvinel, da Rede Globo, para presidente de sua TV, Lula acredita ser ela competente, praticando mais um grande equívoco.

A competência de cada profissional pode estar a serviço dos oprimidos ou dos opressores. Realizar um trabalho sério para os opressores é contribuir para a manutenção de sua dominação sobre os oprimidos.

Um sistema ultrapassado

Sintetizando Horacio Verbitsky  e Antonio Gramsci:

‘Competência jornalística verdadeira é difundir o que os poderosos não querem que se saiba. O resto é tendenciosidade, propaganda, omissão ou mero diletantismo filosófico!’

Lula optou pelo sistema Globo de TV digital e escolheu a dedo com quem quer andar: Hélio Costa, Franklin Martins e Tereza Cruvinel. Fundamentar uma decisão na hipótese de que trabalhar na Globo implica em competência é jogar no lixo tudo que Perseu Abramo defendeu:

‘Não se deixem deslumbrar pelas técnicas e pelas novas tecnologias. Elas de nada valem, se não forem utilizadas com profundo sentido ético e com a visão clara de que a imensa maioria da sociedade, em todos os países, ainda luta para libertar-se da exploração, da opressão, da desigualdade e da injustiça’ (Perseu Abramo, na PUC-SP, dezembro de 1995, citado por José Arbex Jr, em obra citada)

O PSOL, através de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) junto ao Supremo Tribunal Federal, está contribuindo para explicitar ainda mais o despotismo do Executivo Federal, que governa por decretos e Medidas Provisórias, seguindo o mesmo estilo da ditadura militar e de FHC, tentando nos fazer engolir, à força, o ultrapassado sistema Globo de TV Digital, importado do Japão, enquanto temos um, brasileiro, muito melhor.

Pela reencarnação de Brizola

‘No conceito de partido ideológico [de Gramsci] são agrupados os aparelhos e organizações da sociedade civil, tais como a imprensa, as editoras, as igrejas, as associações culturais, acadêmicas, profissionais ou comunitárias, as escolas privadas e públicas, sindicatos, dentre outras. As entidades da sociedade civil que contribuem para a veiculação de uma concepção orgânica de mundo, como as analisadas nesta pesquisa, se constituem em partidos ideológicos’ (Andréia Ferreira da Silva – UFG – disponível aqui)

A grande mídia funciona como um partido, concordando com José Arbex Jr. na introdução da obra citada, pág. 8. O grande e saudoso Leonel Brizola, demonstrando seu conhecimento da obra de Antonio Gramsci sobre os partidos, ou por sua observação acurada, defendia:

‘A TV Globo é o maior partido político do Brasil e deveria pedir seu registro como PRG – Partido da Rede Globo’ (Jornal do Brasil, 19/06/1989).

E prometia, se presidente da República:

‘Na primeira hora do primeiro dia do meu governo, vou quebrar o monopólio da Globo’ (Veja, 14/06/1989)

Não é à toa que Lula foi vaiado, quando apareceu no enterro deste grande brasileiro… Vamos torcer por sua breve reencarnação!

Instituição criminosa

Padrões de manipulação na grande imprensa é um livrinho básico, cujo conteúdo, de umas 60 páginas, é algo que não cabe dentro das mentes mentecaptas de nossos jornalistas, vendidas aos grandes empresários da comunicação ou aos interesses políticos nos três níveis do Estado. Ao que tudo indica, se o utilizam, é apenas para fazer exatamente o que condena o grande mestre…

‘Os estudos do professor Perseu… situam o jornalismo praticado pelo mercado, como um instrumento de controle político das elites, contrário aos interesses maiores do povo brasileiro’ (Hamilton Octávio Souza em Padrões de manipulação na grande imprensa, de Perseu Abramo, pág. 17, da editora da Fundação que leva seu nome).

Lei no 5.250, de 09/02/1967

CAPÍTULO III – Dos abusos no exercício da liberdade de manifestação do pensamento e informação

Art . 12. Aqueles que, através dos meios de informação e divulgação, praticarem abusos no exercício da liberdade de manifestação do pensamento e informação ficarão sujeitos às penas desta Lei e responderão pelos prejuízos que causarem.

Ora, se a grande mídia escraviza a sociedade através da manipulação da informação e o faz, contrariando os interesses maiores do povo brasileiro, ela é, realmente uma instituição criminosa.

Judas midiáticos

Portanto, caso levemos a sério este que tem seu nome na fundação do Partido dos Trabalhadores, colaborar com a grande mídia é, sem dúvida, crime de traição ao país e ao nosso povo. Quanto a Lula, é também traição aos princípios de seu partido, que nortearam a escolha deste nome.

Quem trabalha para a Globo ou qualquer outra empresa de comunicação de porte, comete crime contra a ética, contra a honestidade intelectual, contra a democratização da comunicação, contra nossa luta para construir uma democracia de verdade e contra os próprios interesses nacionais.

Claro que, num país com 74 % de analfabetos e semi-analfabetos, não podemos cobrar esta consciência, com a mesma intensidade, de faxineiros da empresa e de jornalistas formados e diplomados.

Mas ainda há coisa muito pior que tudo isto. É que, de uma forma extremamente natural e doce, quase todos os nossos comunicadores estão loucos para vender sua consciência, num pacto satânico com o espírito de Roberto Marinho, em troca de algumas moedas de prata. Judas midiáticos…

Trevas deontológicas

Infelizmente, as escolas onde estudam e as entidades de classe da categoria não os vacinam contra tal coisa. Todos formados e diplomados… Assim, seu título universitário se torna apenas um alvará que os permite se venderem como material de consumo nas engrenagens de um sistema maligno de concentração da riqueza que domina o planeta.

Há um excelente texto sobre a ‘prenstituição’, tendo os EUA como foco, mas vale como referência para a mídia nacional. O testamento político de Aloysio Biondi, ‘Pela culatra‘, também pode servir para reflexão, nos abrindo os olhos e ouvidos, neste momento de trevas deontológicas (éticas, para os íntimos) pelo qual passamos, a Idade Mídia.

******

Engenheiro civil, Porto Alegre, RS

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem