Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1054
Menu

ATLAS DA NOTíCIA > Mídia Impressa

A voz solitária do Xingu

Por Elvira Lobato em 26/03/2019 na edição 1030

A Voz do Xingu”, único jornal impresso de Altamira, de circulação quinzenal, é distribuído gratuitamente na cidade e em doze municípios vizinhos. Ele se mantém com anúncios do comércio local e com a publicação de editais e outros avisos legais obrigatórios. Foi fundado em 2012 pelo jornalista Wilson Soares, que fotografa e escreve parte das reportagens publicadas.

O lema do jornal é “Quem lê está bem informado”. Mas alguns textos são releases retirados na íntegra dos sites do Ministério Público do Pará, da Polícia Civil do Pará e de promotorias do interior.

O jornal não recebe verba publicitária da prefeitura, que o vê como veículo de oposição ao prefeito Domingos Juvenil. “No interior do Pará, o jornalista que faz uma cobertura crítica é rotulado como de oposição, mesmo que não seja vinculado a partido político, como eu”, diz Soares.

Pelas edições impressas de novembro de 2018 a janeiro de 2019, às quais o Observatório da Imprensa teve acesso, a reação da prefeitura não se justifica. Os textos críticos à administração municipal tratam de fatos concretos, como o atraso de parte do pagamento do décimo terceiro do funcionalismo, que foi manchete da edição de 11 de janeiro.

Na mesma edição, outra matéria denunciava o estado de abandono do cemitério municipal. Segundo o impresso, o matagal em volta dos túmulos alcançava até dois metros de altura. Nas duas reportagens, segundo o jornalista, a prefeitura foi procurada para dar explicações e não se manifestou. A assessoria de comunicação da prefeitura confirma que não veicula publicidade oficial no “A Voz do Xingu” porque o considera de oposição.

Wilson Soares possui uma agência de publicidade, a WD Produções, onde também funciona o jornal, algo comum na Amazônia mas em desacordo com as boas práticas jornalísticas. Antes de abrir seu próprio negócio, foi repórter e diretor de emissoras de televisão locais. Atualmente, possui uma retransmissora de TV em Vitória do Xingu, município vizinho, afiliada à Record.

***

Elvira Lobato jornalista enviada a Altamira (PA).

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem