Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1059
Menu

CADERNO DA CIDADANIA >

Roberto Carlos deixa grupo Procure Saber

Por Julio Maria em 12/11/2013 na edição 772

Roberto Carlos decidiu deixar na noite desta terça-feira [5/11] a associação Procure Saber. Por meio de seu empresário, Dodi Sirena, o cantor não esclareceu os motivos que o levaram a sair do coletivo criado para impedir que mudanças legislativas permitam que biografias sejam lançadas no País sem autorização prévia.

O anúncio acontece dois dias após Caetano Veloso escrever um artigo na imprensa expressando sua desaprovação ao perceber o advogado de Roberto como representante do grupo Procure Saber (e não mais sua ex-mulher, Paula Lavigne), e horas depois de surgir a informação de que Chico Buarque estaria decepcionado com o Rei – que adotara um tom mais brando. Liderado por Paula Lavigne, o grupo tem como membros artistas da MPB, como Chico, Gil, Caetano e Djavan.

Por volta das 22h de ontem, Dodi Sirena, advogado de Roberto, enviou um comunicado à imprensa detalhando a decisão. “Demos um grande passo com o Ecad e trouxemos à tona o tema biografias/privacidade”, escreveu. E deixou claro as divergências que surgiram nos últimos dias. “Acredito que podemos nos ver como uma seleção de futebol onde os grandes craques se reúnem para defender o país e depois voltam para seus times.” Dodi deixou claro que os advogados de Roberto só atuam agora em seu nome, como se respondesse ao que Caetano escreveu no sábado, no jornal O Globo, quando desautorizou Kakay a falar pelo grupo.

Ao Estado, Kakay falou ontem em tom de comemoração. “Como advogado de Roberto, me resta apoiá-lo. Eu o admiro pelas suas atitudes sempre corajosas e lúcidas.” Em carta enviada à reportagem minutos depois, Kakay afirmou: “Repito, sou advogado, com muito orgulho, do RC. E, se participei de algumas reuniões na questão do Ecad e agora, com um grupo maior, foi nessa condição. Aprendi que no meio destas trovoadas é bom lembrar do poeta mineiro: ‘Aperfeiçoa-te na arte de escutar, só quem ouviu o rio pode ouvir o mar’. Penso, sem querer dar conselho, que seria bom que alguém representando os demais artistas se habilitasse no Congresso para continuar a discussão.”

Íntegra do comunicado

“Caros amigos do Procure Saber,

Este ano ainda não encerrou e vejo quantos movimentos interessantes aconteceram para os artistas brasileiros. Demos um grande passo com o Ecad e trouxemos à tona o tema biografias/privacidade. Falamos sobre direitos e, como administradores/empresários dos maiores nomes da música brasileira, sabemos que no futuro tudo isso será uma grande referência de um movimento coletivo, como outros que estes ícones já participaram. Interessante lembrar que a tropicália e as guitarras andaram em calçadas diferentes, que a imprensa anunciava que a MPB não gostava da Jovem Guarda, e com o tempo todos se uniram no mesmo pensamento.

Caminhamos bastante, divergimos algumas vezes, mas acredito que podemos nos ver como uma seleção de futebol onde os grandes craques se reúnem para defender o país e depois voltam para os seus times. Roberto conversou muito comigo em função dos últimos acontecimentos. Não é bem assim o nosso jeito de trabalhar, somos mais discretos, afinal defendemos também a privacidade no sentido profissional.

Concluímos que neste momento é importante continuar o trabalho que iniciamos há muitos anos sobre biografias, independente de estarmos em uma associação ou grupo. Portanto, a partir de agora, fiquem à vontade com o andamento do Procure Saber sem a presenca direta do Roberto. O comitê criado na última reunião na Urca para atender as biografias continuará atuando de forma intensa apenas em nome do Roberto, já que Dr Marco Antonio Campos, Dr Antonio Carlos Almeida/Kakay, Dra Fernanda Gutheil e Dra Ana Paula Barcelos, são profissionais de sua equipe.

Gostaria de sugerir que o Procure Saber nomeie representantes para falar em nome do grupo quanto a liberação das biografias e em defesa da privacidade, principalmente no Congresso Nacional, em razão do pronunciamento coletivo e do comunicado oficial. Sempre que outros assuntos surgirem com tema coletivo, se Roberto entender que a pauta vai de encontro aos seus pensamentos, considerem sua adesão. Como exemplo, a pronta e efetiva participacao dele no caso do autoral/Ecad e nos futuros desdobramentos com órgão regulador, como já discutimos em outras ocasiões, bem como as questões trabalhistas e a plataforma digital.

Foi muito importante termos participado deste grupo e desejamos boa sorte para os próximos passos.

Com respeito e admiração por cada um de vocês.”

Dody Sirena

DCSet Promoções

******

Julio Maria, do Estado de S. Paulo

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem