Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1006
Menu

CADERNO DA CIDADANIA > PROFISSÃO PERIGO

Estou com medo

Por Belisa Ribeiro em 18/02/2014 na edição 786

Reproduzido do perfil da autora no Facebook, 14/2/2014; título e intertítulo do OI

Estou com medo. Eu que sou uma mulher guerreira. Eu que venci na vida na carreira que escolhi, tendo me tornado uma jornalista respeitada. Estou com medo. Eu que criei dois filhos que se tornaram homens de bem que cantam suas mensagens para o mundo. Estou com medo. Eu que vou, se Deus quiser, vencendo um câncer. Estou com medo. Mas não um medo que me paralise.

A covardia que assassinou meu colega e amigo Pedro Palma, dono do jornal Panorama Regional, não pode ficar impune. Cheguei do enterro pensando que a voz dele não pode se calar. Ele foi baleado com três tiros na porta de casa, em Miguel Pereira, onde moro, na frente de sua filha de 18 anos, não por estar investigando algum grande escândalo. Seu jornal, Panorama Regional, de menos de 10 mil exemplares de tiragem, estava dando notícias sobre a realidade dos municípios da região do Vale do Paraíba do Sul. Falta de ônibus para Universitários e crianças, verbas de menos para hospitais, descasos do Poder Público Municipal com suas obrigações comezinhas. Será possível que sua vida foi ceifada brutalmente por causa disso?

Cascudo mudo

Estou com medo. Mas o cidadão das cidades em que o Panorama é lido merece esse espaço e se o preço de denunciar que não são cumpridos nossos direitos ao que a Constituição nos garante e nossos impostos pagos nos permitem exigir é a morte, será que devemos abaixar a cabeça? Estou com medo, mas prefiro não me acovardar. Eu vou lutar. Eu vou falar. Eu vou escrever. Vamos juntos? Como escreveu meu filho, Gabriel o Pensador:

Não adianta olhar pro céu com muita fé e pouca luta

Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer e muita greve

Você pode e você deve, pode crer

Não adianta olhar pro chão, virar a cara pra não ver

Se liga aí que te botaram numa cruz e só porque Jesus sofreu

Num quer dizer que você tenha que sofrer

Até quando você vai ficar usando rédea

Rindo da própria tragédia?

Até quando você vai ficar usando rédea

Pobre, rico ou classe média?

Até quando você vai levar cascudo mudo?

Muda, muda essa postura

Até quando você vai ficando mudo?

Muda que o medo é um modo de fazer censura

******

Belisa Ribeiro é jornalista

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem