Terça-feira, 22 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº955

CADERNO DA CIDADANIA > EQUADOR

SIP critica Correa por fechamento de jornal

Por ‘OG’ em 08/07/2014 na edição 806
Reproduzido do Globo.com, 1/7/2014; título original: “SIP critica presidente do Equador por fechamento de jornal”

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) criticou nesta terça-feira (01/07) o governo equatoriano pela deterioração da liberdade de expressão no país, uma situação que, segundo sua avaliação, se reflete no fechamento da edição impressa do jornal Hoy, crítico ao presidente Rafael Correa. “Junto a outros governos, Rafael Correa ficará na História como um dos maiores responsáveis por essa deterioração, tanto por atacar a mídia independente, como por utilizar os meios públicos como se fossem próprios”, destaca um comunicado da SIP.

O jornal Hoy, fundado há 32 anos, anunciou no domingo que sua edição impressa deixará de circular e que apenas manterá sua edição online. De acordo com a direção da empresa, a “gradual perda das liberdades, a limitação das garantias constitucionais e a autocensura” impostas que pela Lei de Comunicação de 2013 inviabilizaram a edição impressa.

Correa rejeitou as acusações da direção do Hoy e disse que o jornal vinha “acumulando perdas há anos devido a uma péssima administração”. Mas a presidente da SIP, Elizabeth Ballantine, alega que a Lei de Comunicação equatoriana “é perigosa e intervencionista em relação à liberdade de imprensa”. “Ela se intromete nos conteúdos dos meios independentes e privados”, disse Elizabeth Ballantine.

Segundo a SIP, o autoritarismo de Correa resulta na deterioração da liberdade de imprensa em seu país (com agências internacionais).

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem