Domingo, 24 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

CADERNO DA CIDADANIA > IRÃ

Jornalista do ‘Washington Post’ será julgado em Teerã

Por ‘OG’ em 20/01/2015 na edição 834
Reproduzido do Globo.com, 15/1/2015

Um jornalista do Washington Post detido há meses no Irã foi acusado formalmente e será julgado, informou nesta quarta-feira a agências de notícias oficial Irna, sem dar detalhes sobre as acusações.

A informação foi divulgada no mesmo dia que o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, se reuniu com o chanceler iraniano Mohammed Javad Zarif antes da retomada das negociações com potências mundiais sobre o disputado programa nuclear do Irã. Não está claro se os dois acontecimentos estão vinculados, apesar de Zarif ter dito anteriormente que esperava que a causa contra o jornalista Jason Rezaian pudesse ser resolvida. “Temos que esperar que o poder judiciário proceda, mas trataremos de oferecer toda a assistência humanitária possível. Esperamos que este assunto seja resolvido”, disse Zarif a jornalistas em Genebra.

Segundo a Irna, o promotor de Teerã Abbas Jafari Dowlatabadi disse que Rezaian, chefe da sucursal do jornal em Teerã desde 2012, foi comunicado das acusações, o que abre caminho para seu julgamento. A informação da Irna não revela as acusações que enfrenta Rezaian, um iraniano-americano que tem dupla cidadania, nem quando começaria o julgamento. Mas a agência de notícias disse que ele será julgado no Tribunal Revolucionário do Irã, que geralmente processa casos relacionados com crimes de segurança.

O Washington Post e a mãe de Rezaian pediram reiteradamente sua libertação.

O promotor disse que a mãe de Rezaian se encontrou duas vezes com o filho em sua recente visita ao Irã, disse a Irna.

Rezaian, Yeganeh Salehi e dois fotógrafos foram detidos em 22 de julho em Teerã. Todos foram libertados mais tarde, com exceção de Rezaian.

O Departamento de Estado dos EUA já mencionou reiteradamente o caso de Rezaian e de outros americanos detidos durante as conversas com o governo do Irã sobre um acordo para reduzir a capacidade nuclear deste país e aliviar as sanções internacionais contra a República Islâmica (com agências internacionais).

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem