Sábado, 20 de Outubro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1009
Menu

CADERNO DA CIDADANIA >

Açodamento é mais nocivo que a desatenção

Por Alberto Dines em 30/07/2007 na edição 443

Embora Veja proclamasse neste fim de semana que teve acesso às primeiras informações da caixa-preta do Airbus da TAM, a verdade é que a hipótese de erro dos pilotos (ao acionar os manetes) já havia sido mencionada duas vezes na semana passada pelo brigadeiro Jorge Kersul Filho, diretor do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e merecido uma grande e minuciosa reportagem no Estado de S.Paulo.


Nossa mídia anda muito afoita, assim também a militância antimídia. Uma eventual falha humana não exclui causas complementares – climáticas, no avião, na pista ou na torre de controle.


A caça aos culpados não vai ressuscitar os mortos. Assim como a cruzada contra o ‘sensacionalismo’ da mídia não resolverá o colapso do transporte aéreo constatado inclusive pelo próprio governo.


Uma mídia açodada, incapaz de investigar com cuidado é, geralmente, mais nociva do que uma mídia desatenta. A mesma conclusão pode-se tirar do noticiário de domingo (29/7) à noite, depois da festa de encerramento dos Jogos Pan-Americanos, quando os portais de notícias da internet anunciaram que o Rio de Janeiro havia passado no teste de segurança.


Conviria esperar mais alguns dias porque bandidos também assistem à TV e lêem jornais.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem