Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

CADERNO DA CIDADANIA > PEQUIM 2008

Apelo ao Comitê Olímpico Internacional

Por Repórteres sem Fronteiras em 03/07/2007 na edição 440

Repórteres sem Fronteiras lança nova campanha internacional, ‘Pequim 2008’, para denunciar o cinismo das autoridades chinesas, que se recusam a liberar uma centena de jornalistas e ciberdissidentes detidos na China e, assim, melhorar a situação da liberdade de expressão. Faltando apenas treze meses para o início dos Jogos Olímpicos de Pequim, o governo chinês não respeitou o compromisso de melhorar a situação dos direitos humanos, assumido quando da atribuição dos JO em 2001.

Às vésperas da Assembléia do Comitê Internacional Olímpico (CIO), que se realizará na Guatemala de 4 a 7 de julho, a Organização endereçou carta ao Presidente do CIO, Jacques Rogge.

Na carta, a Organização salienta: ‘No mundo inteiro, cresce a preocupação com o desenrolar dos Jogos de 2008, reféns do governo chinês, que se recusa a agir no sentido de garantir a liberdade de expressão e respeitar os valores humanistas que a Carta Olímpica contém.

Mais do que ninguém, V. Sa. sabe que o governo e o Partido Comunista chineses dão enorme importância aos Jogos Olímpicos por interesse próprio, mas sem respeito algum pela palavra dada. Assim sendo, senhor presidente, ainda não é tarde demais para obter dos organizadores chineses – dos quais a maioria também ocupa cargos políticos – a libertação dos presos por crimes de opinião, a reforma nas leis de repressão ou o fim da censura.

Esperamos de V. Sa. atos marcantes. Já é tempo de dizer abertamente às autoridades chinesas que o desprezo com que tratam a comunidade internacional é inaceitável. No momento em que toda a comunidade olímpica está reunida, já não há lugar para comentários tímidos, expressos às escondidas. É tempo de o CIO, que o tem como porta-voz, levantar claramente o problema. Seus pedidos serão ouvidos e, com isso, o movimento olímpico só terá a ganhar e a crescer.’

A carta termina assim : ‘Senhor presidente, não duvidamos de seu apego à liberdade de expressão. Suas convicções, bem como as de todo o movimento olímpico, permitir-lhe-ão concretizar rapidamente o que o mundo inteiro espera de V. Sa.: agir em prol da liberdade na China, antes do início dos Jogos Olímpicos de 2008.’

Nesta oportunidade, Repórteres sem Fronteiras volta a lançar a campanha ‘Pequim 2008’, com os anéis olímpicos substituídos por algemas. Através de toda a sua rede de correspondentes, a Organização divulgará ininterruptamente essa campanha durante um ano.

O cartaz da campanha, em alta definição (arquivo EPS, 300 DPI, CMJN), estará disponível em seis línguas no site www.rsf.org / Espaço Imprensa. Neste site também haverá barras de links com a internet em francês, inglês e espanhol. Formatos existentes: 728 x 90, 468 x 60, 120 x 600, 250 x 250. [Comunicado de imprensa, 28 de junho de 2008]

******

www.rsf.org

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem