Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº975

CADERNO DA CIDADANIA > CASO TIM LOPES

Assassino em regime semi-aberto por ‘bom comportamento’

Por Repórteres sem Fronteiras em 29/12/2008 na edição 518

A 3 de novembro de 2008, a Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro concedeu regime semi-aberto por ‘bom comportamento’ a Claudino dos Santos Coelho, conhecido como ‘Xuxa’. Este traficante havia sido condenado, em 2005, a vinte e três anos e seis meses de prisão pelo assassinato de Tim Lopes, jornalista da TV Globo, em junho de 2002. Detido desde 9 de agosto de 2002, ‘Xuxa’ já cumpriu um terço de sua pena, pelo que a justiça brasileira lhe permite passar apenas as noites na prisão. Mas de acordo com o diário Extra, Claudino dos Santos Coelho já terá infringido esta obrigação.


‘Depois de termos expressado a nossa satisfação em 2005 pela condenação de sete acusados do assassinato de Tim Lopes, partilhamos agora a incompreensão da sua família. Uma concessão deste tipo nos parece completamente injustificada, tendo em consideração a crueldade dos atos que lhe são atribuídos’, declarou Repórteres sem Fronteiras.


Em junho de 2002, quando realizava uma reportagem sobre supostos casos de exploração sexual de menores organizada por traficantes de droga em uma favela do subúrbio carioca, Vila Cruzeiro, o jornalista foi capturado, seqüestrado e torturado pelos membros da quadrilha de ‘Elias Maluco’, que logo o executaram com uma faca e queimaram o corpo. Sete integrantes do grupo, entre os quais ‘Xuxa’, foram condenados pelo crime a penas compreendidas entre vinte e três e vinte e oito anos de prisão.

******

http://www.rsf.org

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem