Terça-feira, 26 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº959

CADERNO DA CIDADANIA > MÍDIA & DIVERSIDADE

Canadá apóia projeto de inclusão social

Por Débora Souza e Fernanda Lourenço em 30/11/2004 na edição 305

Empolgação e ansiedade. Essas duas características estavam estampadas na face dos jovens do projeto Direitos Humanos e a Mídia no Brasil, da Sociedade de Cultura Dombali, na tarde de 22 de novembro. Motivo? A visita do primeiro-ministro do Canadá, Paul Martin, marcada para as 15h30, na sede da instituição. Na oportunidade, a autoridade canadense conheceria de perto o projeto. Criado pela Dombali com o objetivo de promover a capacitação técnica e profissional de adolescentes e jovens negros e afro-descendentes em diversos setores da comunicação, o projeto Direitos Humanos e a Mídia no Brasil foi escolhido, pelo governo do Canadá, para receber a visita do primeiro-ministro, em sua passagem pelo país.

A escolha se deu pelo impacto do projeto na sociedade brasileira e pelo seu reconhecimento internacional. A cerimônia de recepção ao primeiro-ministro ocorreu em clima de emoção e aprendizado mútuo sobre a diversidade étnica cultural entre os dois países – Brasil e Canadá. Além disso, o fato foi histórico e político não só para a instituição, como também para a juventude do projeto e a população negra, no que diz respeito à luta contra a discriminação racial, conforme Regina dos Santos, presidente-fundadora da Dombali:

‘O advento desta visita coloca em pauta, em âmbito político internacional, a realidade da exclusão nos meios de comunicação em que nós, negros, vivemos neste país, e ao mesmo tempo revela novos caminhos na luta da população negra por direitos humanos e pela inclusão social’, disse. Para ela, é fundamental buscarmos apoio e sensibilização de atores e parceiros de outros países e, desta forma, exigir respeito de nossos empresários, governantes e políticos – do presidente da Republica aos vereadores. ‘A partir de então, nosso dever é articular políticas públicas, ações afirmativas e reparação, para efetivamente promover a população negra e, conseqüentemente, a sociedade brasileira como um todo’.

Cinco vídeos

Em sua passagem pela instituição, o primeiro-ministro concedeu entrevista exclusiva aos alunos do projeto. Paul Martin falou sobre a importância da diversidade e do multiculturalismo no Canadá e sobre as ações realizadas naquele país. O encontro ficará marcado para sempre na vida dos alunos do projeto. É muito importante, para os jovens negros, poder relatar experiências a alguém tão importante e, ao mesmo tempo, conhecer seu interesse em que a juventude tenha espaço para se comunicar. Além disso, é uma forma de sensibilizar nosso próprio governo e mostrar que precisamos de um espaço para divulgar o que pensamos.

O Canadá criou a primeira TV indígena do mundo, a APTN – Aborígenes People Television, um canal produzido e dirigido por índios canadenses. Da mesma maneira, a Dombali luta por um canal de TV para a população negra brasileira. ‘Depois de 504 anos, já podemos falar por nós mesmos, estamos aptos não só a representar no palco ou posar nas passarelas da mídia’, afirma Regina. ‘Podemos roteirizar, produzir, dirigir, editar e veicular nossa cultura, nossa arte, nossas tradições, nossa visão de mundo, ou seja, conteúdos que, até então, as câmeras das TVs brasileiras ainda não registraram e não veicularam. Enfim, temos muito o que contribuir na estruturação de uma nova mídia’.

Ao deixar o estúdio, Paul Martin mostrou-se satisfeito com o evento e disse que pretende transmitir a experiência em seu país. ‘Foi muito importante esse intercâmbio cultural e essa experiência com os jovens brasileiros’, disse o primeiro-ministro, que finalizou a entrevista de forma bem-humorada. ‘Na próxima visita ao Brasil, prometo que estarei falando em português’, brincou. A presidente da Instituição também avaliou positivamente o encontro: ‘Essa visita veio consolidar o compromisso do Canadá em contribuir para que o Brasil, através de projetos como os da Dombali, promova a diversidade étnica e a democracia’.

Feliz com o resultado, Regina anunciou as próximas conquistas: ‘Recursos para que os jovens do projeto Direitos Humanos e a Mídia no Brasil possam produzir cinco vídeos’, disse. Após a entrevista com o primeiro-ministro, a Dombali promoveu confraternização no Clube São José, Ipiranga, com apresentações culturais do Afro 2 e A Tal (rap).

******

1) Jornalista e 2) integrante do projeto Direitos Humanos e a Mídia no Brasil (www.dombali.org.br/)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem