Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1055
Menu

CADERNO DA CIDADANIA >

A crítica e o ódio

Por Renato Janine Ribeiro em 26/02/2013 na edição 735

Yoanni. Que tédio voltar ao assunto… Mas como há insistência, vamos lá a alguns pontos:

1) Todos têm o direito de protestar contra a visita dela. Mas uma coisa é protestar, outra é abafar a fala dela com gritos, ou barrar o acesso, ou coisas do gênero.

Não digo que nunca se possa bloquear a fala de alguém – mas só se for um megacriminoso. Se fosse McNamara durante a guerra do Vietnam, sim. Mas não uma pessoa cuja única arma é a palavra.

2) E desqualificar a pessoa dela é velho recurso de quem não tem argumentos a lhe opor. Ela pode merecer críticas, mas tentar destrui-la moralmente é truque já muito usado, sempre por gente que NÃO é de bem.

3) Que ela escreva prova, pelo menos, que uma parca liberdade de expressão existe em Cuba. Poucos além dela, bem poucos, têm o direito de criticar. Mas não tem o direito de se organizar em partidos e de disputar eleições.

4) O governo de Raul Castro poderia ter liberado a expressão. A liberdade de fala é uma genial válvula para sair a pressão. Do jeito que ele age, porém, criticas ainda que pequenas acabam sendo induzidas a resultar em ódio. Comparem os primeiros textos de Yoanni com os atuais. E para mim chega…

***

[Renato Janine Ribeiro é professor de Filosofia na Universidade de São Paulo (USP)]

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem