Domingo, 15 de Dezembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1067
Menu

CADERNO DA CIDADANIA >

Golpe de Estado é golpe de Estado

Por Fabio de Oliveira Ribeiro em 29/09/2009 na edição 557

Desde que começou a crise em Honduras, a imprensa brasileira oscila em chamar os usurpadores de ‘governo de fato’ e ‘governo interino’. Entretanto, para o Direito Constitucional, nenhuma destas duas coisas existe.

Qualquer aluno do primeiro ano de Ciências Jurídicas e Sociais aprende que o poder só tem três origens:

a) imposição divina;

b) votação popular;

c) força bruta.

Honduras não é uma teocracia, nem um Estado anárquico em que cada um faz o que quer e a vontade do mais forte prevalece. Muito pelo contrário, aquele país tem uma Constituição escrita em vigor que dispõe o seguinte:

‘ARTICULO 1.- Honduras es un Estado de derecho, soberano, constituido como república libre, democrática e independiente para asegurar a sus habitantes el goce de la justicia, la libertad, la cultura y el bienestar económico y social.

ARTICULO 2.- La soberanía corresponde al pueblo del cual emanan todos los poderes del Estado que se ejercen por representación’ (ver aqui a íntegra da Constituição hondurenha).

Não há dúvida de que a Constituição hondurenha prescreve que o poder emana do povo e é atribuído mediante eleições. Portanto, sob a ótica do Direito Constitucional positivo, o ‘governo’ de Honduras é aquele que foi eleito pelo povo para cumprir mandato.

Golpistas não têm legitimidade

Gostemos ou não, o senhor Zelaya ganhou seu mandato através de uma eleição regular da qual vários outros candidatos participaram. Quem derrubou o legítimo ‘governo’ hondurenho pela força não pode ser chamado de ‘governo de fato’ ou de ‘governo provisório’. O golpe de Estado que foi dado não encontra qualquer justificativa na constituição daquele país. Portanto, quem chegou ao poder através do mesmo é um ‘usurpador’.

Enquanto a imprensa brasileira não começar a fazer seu trabalho direito, vai ficar parecendo que os golpistas têm legitimidade. Eles não têm qualquer legitimidade. E ponto.

******

Advogado, Osasco, SP

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem