Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

CADERNO DA CIDADANIA > DIREITO DO CONSUMIDOR

Imprensa foge da notícia

Por Alberto Dines em 12/03/2010 na edição 580

A imprensa brasileira está constrangida, encabulada. Não está sabendo lidar com o inédito recall ordenado pelo governo dos 60 mil carros modelo Stilo, da Fiat, com defeito no eixo traseiro.


Na quarta-feira (10/3), dia seguinte ao anúncio do recall, apenas a Folha de S.Paulo deu destaque ao caso: chamada forte na capa e página inteira no caderno de economia. É assim que se faz.


O Estado de S.Paulo disfarçou: deu uma chamadinha minúscula na capa e uma matéria escondida no caderno de Economia.


Na edição do Globo que circula em São Paulo, o caso ficou enterrado nos confins do jornal.


Na quinta-feira (11), até a Folha procurou livrar-se do incômodo assunto. Atitude errada: o compromisso dos jornais é com o leitor, com o cidadão, com o consumidor, não é com o anunciante.


Tema sério


A Fiat não ficará zangada com os jornais que destacaram a notícia do recall, até os respeitará mais do que aqueles que enganaram o público. Estes, são inconfiáveis.


Nos Estados Unidos, a imprensa noticiou com absoluta naturalidade o gigantesco recall da Toyota e a convocação do seu presidente para prestar esclarecimentos à Câmara dos Deputados, em Washington.


Evidentemente ninguém lembrou aqui que a ordem de recolher os carros defeituosos partiu dos órgãos públicos. Não interessava. No momento em que o país afinal encontra um tema sério para enfiar no debate eleitoral, fica claro que uma imprensa volúvel e fraca não pode gostar de um Estado atento e forte.

Todos os comentários

  1. Comentou em 13/03/2010 Luiz Fernando Mendes de Santana

    Dines,
    Após a Reunião do Instituto Millenium o interesse principal da mídia é o de gerar factóides contra o Governo.
    Veja as manchetes dos jornais.
    Cito duas de O Globo.
    11/03 – ‘Câmara aprova pré-sal que prejudica economia do Rio.’
    Associa a emenda do Deputado Ibsen Pinheiro de partilha de royalties ao Projeto conhecido pela população como pré-sal. Na prática induz as pessoas a associarem o pré-sal como algo negativo para o Rio, o que não é verdade.
    12/03 – ‘Lula teve em 2009 primeiro PIB negativo desde Collor.’
    Quem tem PIB é o país, mas para o Globo o PIB é do Lula.
    Manchetes veronhosas.
    Estão produzindo lixo, embalando e vendendo como jornal.
    A liberdade de expressão serve para isto?
    Onde está o senso crítico dos jornalistas?

  2. Comentou em 12/03/2010 Jedeão Carneiro

    Vejam como a imprensa fugiu de dar a notícia da negativa do juiz ao procurador Blat, no rumoroso caso do Bancoop! No mínimo é falta de respeito dos jornais com o leitor que vem acompanhando o caso.

  3. Comentou em 12/03/2010 Wendel Anastacio

    ‘No momento em que o país afinal encontra um tema sério para enfiar no debate eleitoral, fica claro que uma imprensa volúvel e fraca não pode gostar de um Estado atento e forte’.
    Então Dinis, é por estas e outras, que de vez em qdo convergimos.
    Estes jornais, citados por voce, não é de hoje que chafurdam na lama em manipular e distorcer o que interessa ao público.
    Como não leio mais jornais, só fico sabendo do que publicam através de Sites e principalmente dos colunistas do OI, que é qdo posso refletir e opinar sobre o acontecido!
    Ainda bem que, através da Web podemos dar vazão às nossas indignações, e com um pouco de controle emocional, às surpresas!
    É por isto que o Governo Federal tem meu total apoio qdo diz ser prioridade a inclusão digital e o acesso à banda larga em todo o País!

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem