Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

CADERNO DA CIDADANIA >

Jogo banaliza sofrimento dos migrantes

Por Helion Póvoa Neto e José Renato de Campos Araújo em 11/01/2005 na edição 311

A discriminação contra os migrantes, bem como contra os estrangeiros e os diferentes em geral, é uma das questões políticas mais prementes de nosso tempo. Associa-se ao racismo, às agressões contra as minorias e à opressão contra trabalhadores e opositores políticos. Trata-se de tema a ser encarado com a relevância e a seriedade que merece.

Assim, não se admite a apologia à agressão contra migrantes e minorias, ainda que em artefatos aparentemente inocentes e destinados a ‘mera’ diversão. A experiência histórica mostra que cultivar o desprezo e a insensibilidade frente aos mais fracos pode conduzir à xenofobia e à violência.

O site do provedor Universo Online (UOL) está hospedando um jogo – ao que parece feito nos Estados Unidos – chamado El Migrante, no qual a ‘brincadeira’ é guiar um migrante mexicano na travessia da fronteira norte-americana. No decorrer do jogo, esse migrante, caracterizado como mexicano, vai sendo perseguido, atropelado por carros de polícia e é, ao fim, preso. O endereço [acessado em 7/1/05] é (www2.uol.com.br/fliperama/games_online/
jogos/maisgames/jogos/el_emigrante/index.html
)

Falta de humanidade

Ainda que seja apenas um jogo, acreditamos que o mundo não é, infelizmente, acolhedor para todos, muito menos um espaço suficientemente isento de conflitos e de injustiças para que possamos apenas rir de uma obra como essa. Frente ao que vemos ao nosso redor, e que nesse particular não é nada engraçado, o jogo ofende a dignidade dos migrantes e banaliza seu sofrimento.

Em nome de muitos profissionais, estudantes e ativistas que pesquisam o tema, sensibilizam-se e militam pela causa dos migrantes, protestamos contra esse exemplo de falta de humanidade e de responsabilidade social e consideramos que a retirada do jogo do site seria o mínimo que o provedor Universo Online poderia fazer.

O fato já foi divulgado na lista de notícias do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Migratórios do Rio de Janeiro (Niem-RJ), e está chegando ao conhecimento de centenas de pessoas e instituições no Brasil e em outros países.

******

Respectivamente, professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), coordenador do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Migratórios do Rio de Janeiro, e professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), coordenador do Grupo de Trabalho sobre Migrações. Internacionais da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (Anpocs)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem