Quarta-feira, 20 de Junho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº991
Menu

CADERNO DA CIDADANIA > REGISTRO, SP

Jornalista preso por denunciar crime ambiental

Por Maria Luiza Pennati em 16/05/2006 na edição 318

Sou irmã do jornalista e ambientalista Domingos Raimundo da Paz, MTb 40-459, presidente da ONG Madevar, e quero fazer um apelo. Meu irmão foi preso no dia 28 de abril e levado para a cadeia pública de Registro (SP) por ter feito denúncias em seu jornal Clarim News, que circula em todo o Vale do Ribeira, Santos e São Vicente, sobre um cemitério que vasa chorume cadavérico na cidade.

Tudo o que ele fez foi publicar uma matéria que chegou à redação e que, na verdade, já era de conhecimento público em toda a região, inclusive o fato de que esse local é área de preservação ambiental, onde existe um manancial (mina de água). Por causa dessa publicação, ele vem enfrentando juízes, promotores e desembargadores que, de maneira até cruel, movem contra esse jornalista 221 processos.

A Rede Globo, com o conhecimento de sua prisão, das denúncias e dos 221 processos que meu irmão (jornalista) vem sofrendo, levou uma equipe de jornalismo a fazer contato com ele e se deslocou até Registro, com os repórteres Alexandre e Mauricio Ferraz, do jornal Nacional, a pedido direto de William Bonner (conforme e-mail a mim enviado). Estive em contato com a equipe por três semanas, e sob orientação por eles definida, fui levada à Corregedoria da Polícia Civil ao Gaergu e ao 6º DP, de Guarulhos. O que me espanta é que a equipe não deu nenhum retorno de sua ‘investigação’, apesar de eu ter insistido e feito contatos reiteradas vezes para saber do andamento e da eventual conclusão.

Meu irmão foi preso no dia 28 de abril. Todos os hábeas-corpus impetrados têm sido negados um após outro, o que me leva a crer que a ‘investigação’ dos repórteres ficou incompleta ou possa ter esbarrado em algum problema envolvendo o poder público local, já que o cemitério está sendo mudado de lugar e o manancial foi canalizado, ao que tudo indica devido às denúncias publicadas por meu irmão no referido jornal.

A questão é que meu irmão continua preso em regime fechado na Cadeia Pública de Registro por ‘crime de imprensa’. A meu, ver uma prisão injusta, porque ele apenas publicou matéria sobre um tema local que era público e notório.

******

Guarulhos, SP

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem