Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

CADERNO DA CIDADANIA > MOVIMENTOS SOCIAIS

Jornalistas contra o preconceito da mídia

Por Mário Augusto Jakobskind em 30/01/2006 na edição 366

Jornalistas do Rio de Janeiro produziram um abaixo-assinado crítico sobre a cobertura da grande mídia conservadora dos movimentos sociais. O documento, apresentado na segunda-feira (23/1), durante o debate com o coordenador do MST, João Pedro Stédile, no Bar Aparelho, organizado pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Município do Rio de Janeiro, foi entregue oficialmente ao presidente do sindicato, Aziz Maluf Filho. Ficou decidido também que o presidente do sindicato encaminhará o abaixo-assinado a todos os sindicatos de jornalistas do país, para a divulgação entre a categoria.


Além de chamar a atenção sobre a ‘manipulação da informação’, o abaixo-assinado alerta os jornalistas para ‘não se deixarem envolver por essa prática prejudicial às relações sociais maduras e livres que se impõem nesses novos tempos’. A seguir, o texto do documento.


***


Abaixo assinado em favor da informação responsável


A grande mídia conservadora no Brasil tem divulgado constantemente matérias que criminalizam o movimento social, tratado geralmente como grupo marginal e delinqüente no que diz respeito às justas reivindicações de uma parcela expressiva do povo brasileiro, revelando um posicionamento preconceituoso e intolerante com os segmentos populares.


Nós, jornalistas, queremos alertar a opinião pública e os próprios colegas jornalistas sobre essa manipulação da informação no que diz respeito ao noticiário em torno do movimento social, o que em nada contribui para o avanço democrático no país, muito pelo contrário.


É inadmissível que a mídia conservadora continue a tratar de forma irresponsável entidades como, por exemplo, o MST ou a Via Campesina, deturpando totalmente a informação sobre as mobilizações e reivindicações desses importantes movimentos reconhecidos internacionalmente.


Alertamos os companheiros jornalistas a não se deixarem envolver por essa prática, que, mais uma vez, reiteramos ser prejudicial às relações sociais maduras e livres que se impõem nesses novos tempos.


Assinaturas recolhidas até 26/1/2006: Artur Cantalice (jornalista – ABI); Bruno Zorbitta (estudante de comunicação); Claudia Abreu (jornalista – Sindipetro-RJ); Cláudio Salles (professor – Curso de Comunicação da UFF); Ivan O. Dana (estudante de comunicação); Jesus Antunes (jornalista – ABI); José Vilhena (jornalista – Aepet); Maria Luiza Franco (jornalista – TVE); Mário Augusto Jakobskind (jornalista – SISEJUFE-RJ e ABI); Nilo Braga (jornalista – ABI); Paulo Rolo Rodrigues (jornalista); Rodrigo Otavio (jornalista – Tribuna da Imprensa); Tamar de Castro (jornalista); Zilda Ferreira (jornalista – ABI)

******

Jornalista

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem