Sábado, 23 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

CADERNO DA CIDADANIA > PREÇO BAIXO

NYTimes condenado por desconto a anúncio liberal

18/09/2007 na edição 451

Um anúncio criticando o chefe das Forças americanas no Iraque, general David Petraeus, publicado no New York Times na semana passada, gerou acusações de que o jornalão teria reduzido o preço de seu espaço publicitário por razões políticas – o que foi negado pela sua porta-voz. A propaganda, do grupo liberal antiguerra Move On, foi divulgada no mesmo dia em que Petraeus testemunharia no Congresso sobre a guerra e a previsão para a retirada dos soldados americanos do Iraque.

O grupo confirmou ter pagado US$ 65 mil pelo anúncio de uma página, na principal seção de notícias do diário, com o título ‘General Petraeus or General Betray Us’ (General Petraeus ou General Nos Trai, tradução livre), acusando Petraeus de ‘amenizar a situação no Iraque para a Casa Branca’. No dia seguinte, uma matéria do New York Post, de propriedade de Rupert Murdoch, informava que o valor básico para uma propaganda do tipo é pouco mais de US$ 181 mil. Artigo intitulado ‘Times dá aos de esquerda grande desconto em anúncio’ questionava os motivos do desconto.

A porta-voz do NYTimes, Catherine Mathis, negou que o valor reduzido indique uma atitude tendenciosa e alegou ser política do jornal não revelar os valores pagos pelos anunciantes. ‘Não distinguimos os valores de anúncios com base no seu conteúdo político’, defendeu. ‘O departamento de anúncios não viu o conteúdo do anúncio antes de indicar seu preço. Há 30 categorias diferentes de anúncios, com taxas diversas’. Ela confirmou, no entanto, que o valor para uma propaganda deste tipo é de US$ 181 mil.

Exagero?

A propaganda não agradou aos republicanos. Rudolph Giuliani, ex-prefeito de Nova York e pré-candidato presidencial pelo Partido Republicano, criticou o diário pela publicação do anúncio. ‘Peço ao NYTimes para nos dar o mesmo valor, o mesmo desconto dado à Move On, para responder a este anúncio abominável’, disse o político. Até alguns democratas acharam a propaganda exagerada. O senador John Kerry, por exemplo, afirmou que ela ‘passa dos limites’.

Em resposta ao anúncio da Move On, o Freedom’s Watch, grupo político pró-Bush que apóia a estratégia de guerra no Iraque, colocou na TV uma propaganda denunciando o tom crítico ao general. Para Bradley A. Blakeman, presidente do Freedom’s Watch, é algo de muito mau gosto questionar o caráter e o patriotismo de homens e mulheres corajosos que combatem o terrorismo diariamente.

Além da peça televisiva, o grupo planeja responder ao Move On com um anúncio impresso no NYTimes e pediu ao diário o mesmo valor de US$ 65 mil. Segundo o porta-voz da organização, Matt Davis, um anúncio de página inteira, publicado no aniversário do 11/9 – embora colorido – custou muito mais caro. Informações de Claudia Parsons [Reuters, 13/9/07] e Jim Kuhnhenn [Associated Press, 13/9/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem