Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1008
Menu

CADERNO DA CIDADANIA >

O primeiro jornal não é de papel

Por Fernando Schweitzer em 05/08/2008 na edição 497

Hoje estamos em um período da evolução humana e por conseqüência o jornalismo também está mudando. Acordamos com uma gama de informações por várias mídias: rádio, TV, internet, enfim. Mas na TV, hoje não somos mais monocórdios, todas as redes hoje têm um seu primeiro jornal.

Em um momento em que o inconstante SBT busca através de Daniela Beiruty, filha do patrão, que recém-assumiu o comando e tem agora a missão de recuperá-la no ranking das emissoras, levando o canal de seu pai de volta à segunda colocação. Espera-se um maior investimento da hoje terceira colocada no ibope, mas que por décadas fora a segunda.

Pelo lado carioca, a poderosa vê-se também em um momento ímpar. Exemplo disso é o programa Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga na Globo, que teve na segunda-feira (21/7), sua segunda pior média histórica: 4,9 pontos no Ibope, informações dadas pela coluna ‘Zapping’, do jornal Agora.

Hoje a guerra entre as principais emissoras da TV aberta pela audiência não fica restrita ao horário nobre. Neste mês de julho, as manhãs também têm sido bastante disputadas. A TV Globo e a Record têm oscilado entre 7 e 8 pontos de média.

Estilo grande reportagem

A Record têm tido êxitos consecutivos em suas manhãs, como a de quinta-feira (24/7), quando a emissora ganhou a disputa. Em concorrência direta com o Mais você, o Fala Brasil, telejornal apresentado por Marcos Hummel e Luciana Liviero, ficou em primeiro lugar com 9 pontos de média. Ana Maria, mesmo com uma entrevista exclusiva com o ator Reynaldo Gianecchini, internado em uma clínica no Rio, amargou o segundo lugar, com 7 pontos.

O pior é que o programa de Ana Maria ainda empatou com o SBT, que exibe o Bom e Cia. A emissora de Sílvio Santos também registrou 7 pontos de média.

Ana Maria é excelente profissional, mas parece que não tem mais novidade nela, a fórmula cansou. Fala Brasil, impressionantemente, é o último jornal da manhã em TV aberta, exceto cidades onde existe Record News. E é líder sem ser da Globo, o que impressiona mais ainda. É realmente a qualidade vencendo o status, finalmente. O frescor do Fala se dá pela excepcional apresentação e pela interação ao vivo sobre as notícias que repercutem no dia.

Em especial a Luciana Liviero tem se mostrado em perfeita atuação, como âncora do Fala Brasil. Algo raro ser desempenhado no país por uma mulher. Enquanto o SBT amarga em seu primeiro jornal, que é gravado nas madrugadas do mesmo dia, e o Mais Você tenta adentrar no jornalismo, com matérias em estilo grande reportagem.

Tomamos hoje o café com o jornal nos olhos, não mais com as mãos.

******

Ator, diretor teatral, cantor, escritor e jornalista, Florianópolis, SC

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem