Segunda-feira, 25 de Junho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº992
Menu

CADERNO DA CIDADANIA > ENTREVISTA / ELAINE SPERBER

‘O que o público quer é qualidade’

13/04/2004 na edição 272

Experiência, prêmios e idéias não faltam na bagagem profissional de Elaine Sperber. Atual diretora do setor de dramaturgia da Children BBC, Elaine participará da 4ª CMMCA. Ela estará presente na sessão paralela do dia 21 – Pesquisa e Mídia: um encontro.

Em entrevista ao site da 4ª CMMCA, Elaine é direta e enfática: ‘Qualidade para nós significa tratar a audiência (o público) com o maior respeito em termos de sofisticação de produção. Sem inferiorizar, banalizar ou descuidar do conteúdo. As pesquisas são importantes, mas não garantem a qualidade da programação’. É necessário, afirma, enfatizar a imaginação, a originalidade e a inovação.

Elaine sabe do que está falando. Tem um currículo extenso. Já produziu programas para CBS e NBC. Foi vice-presidente de produção da HBO Pictures. Prestou consultoria para a Disney Channels e esteve à frente da produção executiva do setor de dramaturgia infantil da BBC. É autora de diversas séries premiadas voltadas para crianças

***

O que significa qualidade quando falamos sobre mídia para crianças e adolescentes?

Elaine Sperber – Qualidade para nós significa tratar a audiência (público) com o maior respeito em termos de sofisticação de produção. Sem inferiorizar, banalizar ou descuidar do conteúdo. É necessário enfatizar a imaginação, a originalidade e a inovação.

Como a indústria de mídia pode garantir a qualidade dos seus produtos e fazer com que eles alcancem maior número de crianças, adolescentes e educadores (famílias e professores)?

E.S.
– Esta é uma pergunta difícil. Não exite uma resposta única nem uma solução simples. Espero que este debate esteja na pauta da 4ª CMMCA, revelando novas idéias e possibilidades nesta área.

O apoio da pesquisa na produção de mídia de qualidade para crianças e adolescentes é necessário?

E.S.
– Depende. A pesquisa será útil se for bem conduzida. Mas não é essencial. A experiência, a intuição e a imaginação são tão importantes quanto a pesquisa formal. É óbvio que manter o contato com o público e saber os seus reais interesses são cruciais, mas a análise quantativa/qualitativa nem sempre é a chave para melhorar a programação. O que o público quer é qualidade.

Quais são suas expectativas para a 4ª CMMCA?

E.S. – Espero que este encontro debata questões de interesse de todos os participantes; que percorra novos caminhos possibilitando a troca formal e informal de experiências; e que deixe todos com a sensação de que aprenderam algo sobre mídia para crianças que não sabiam antes.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem