Sábado, 15 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

CADERNO DA CIDADANIA >

Oficinas para jornalistas e estudantes

15/04/2008 na edição 481

Habilitar jornalistas e estudantes de Comunicação e fontes de informação para abordar a violência sexual. Este é o principal objetivo das oficinas ‘A Mídia no Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes’, que serão realizadas pela ANDI em parceria com a Secretaria Especial de Direitos Humanos e a Rede ANDI Brasil em oito capitais brasileiras. As duas primeiras rodadas acontecem em abril em Salvador (16) e Fortaleza (30).

Serão três oficinas em cada cidade junto a jornalistas, estudantes e especialistas. Os universitários terão a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a cobertura do tema. A partir de pesquisas realizadas pela ANDI na área, serão apontados aspectos positivos e negativos das reportagens sobre a temática. A identificação de pontos que possam aprimorar ou oferecer um novo tratamento à abordagem da questão também está na pauta dos encontros. A oficina, entretanto, não é restrita à análise dos avanços e retrocessos da imprensa. Cada encontro contará com a presença de um especialista para esclarecer as principais dúvidas e oferecer um panorama da situação brasileira – que contém particularidades que podem servir como subsídios para uma matéria interessante e mais completa (como as desigualdades sociais e étnicas, características que marcam o problema no país).

Objetivos e serviços

Esses aspectos também serão apresentados aos profissionais de comunicação. Em cada cidade, uma redação de jornal será visitada para a realização da oficina.

Já os especialistas no assunto terão a chance de entrar em contato com o universo midiático. ‘As fontes de informação têm um papel fundamental para oferecer visibilidade ao tema. Para isso, devem conhecer e entender a imprensa como uma ferramenta estratégica de mobilização’, explica Carlos Ely Abreu, gerente do Núcleo de Mobilização da ANDI. Nesse sentido, as oficinas pretendem apresentar aos atores sociais as características dos veículos de comunicação e de seu funcionamento, para que eles conheçam as demandas e as limitações do jornalismo e se preparem para um diálogo eficiente com a mídia.

As visitas às capitais serão realizadas até setembro deste ano. Além de Fortaleza e Salvador, estão no roteiro também Recife, Curitiba, Rio de Janeiro, Vitória, Belém e Porto Alegre. Tanto as oficinas com estudantes quanto os encontros com as fontes de informação são abertos ao público. A entrada é gratuita.

Serviço

Oficina ‘A Mídia no Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes’

Salvador

Data: 16/04

Local: Auditório da Faculdade de Comunicação da UFBA, Campus Universitário de Ondina (Rua Barão de Jeremoabo, s/n)

Oficina para estudantes: de 10h30 às 13h30

Oficina para atores sociais: de 15h30 às 18h

Especialista convidada: Graça Gadelha

Informações: (71) 3331-3762

Confirmar presença pelo e-mail: comunicação@cipo.org.br

Fortaleza

Data: 30/04

Local: UNIFOR (Av. Washington Soares, 1321)

Oficina para estudantes: Teatro Celina Queiroz, Bloco T.

De 8h às 11h

Oficina para atores sociais: Bloco A, auditório A2. De 14h às 16h

Especialista convidada: Graça Gadelha

Informações: (85) 3252-6990

Confirmar presença pelo e-mail: agencia@catavento.org.br

******

Agência ANDI

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem