Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

CADERNO DA CIDADANIA > CPI DA CRISE AÉREA

Os escândalos, antigos e novos

Por Alberto Dines em 24/08/2007 na edição 447

Apesar do suspense em torno do julgamento dos responsáveis pelo mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), a mídia não deve perder de vista uma investigação da maior importância que corre na Câmara do Deputados.


Na quarta-feira (22/8) foi revelado na CPI do Apagão Aéreo que tanto a Anac como a Infraero foram alertadas, em 13 de dezembro passado, para o perigo de um avião perder o controle e atravessar a pista de Congonhas. O alerta foi dado por um especialista da própria Anac e registrado em ata.


Duas semanas depois, ainda dezembro, uma advertência ainda mais rigorosa foi registrada na presença das mesmas autoridades e dos representantes das empresas de aviação: ‘Tudo leva a crer que teremos um acidente em Congonhas’.


São revelações muito graves que evidentemente vão levar tempo até vencer a politização que envolve as duas últimas tragédias aéreas. Na quinta-feira, por exemplo, o senador Aloízio Mercandante, em artigo na Folha de S.Paulo, desancou a imprensa por fugir à objetividade e à imparcialidade na avaliação da tragédia com o Airbus.


Ainda bem que o senador Mercadante pode contar com a imprensa para divulgar as suas queixas.

Todos os comentários

  1. Comentou em 26/08/2007 Ivan Moraes

    Ibsen, eu tambem estou chocado pelos comentarios aa ultima linha. Dines so pode ter dois significados. 1-‘Sortudo esse Mercadante de ter o privilegio de ter a imprensa que critica pra espalhar suas criticas’ e 2-‘Hipocrita esse Mercadante que usa a imprensa pra espalhar sua critica aa imprensa’. Nenhum dos dois me incomoda. Se o assunto fosse comida, ficaria 1-‘Sortudo esse Mercadante de poder pagar pra comer comida bichada no restaurante’ ou 2-‘Hipocrita esse Mercadante de pagar pra comer comida bichada’. Nenhum dos dois me incomoda ainda. Tenho perfeita e absoluta e completa certeza que Mercadante nao eh o unico que merece comida bichada.

  2. Comentou em 25/08/2007 Célia Donato

    . Sr. Dines, há muito o sr. deixou de ser observador da imprensa . Se não bastasse a parcialidade os meios de comunicação….. O que temos visto é este observatório bajulando a mídia e seus empregados , ( a troco de quê?) . A próposito, a entrevista com a Sra Miriam foi comovente, senão hilariante. …Francamente, não entendi. Por que o senador Mercadante não poderia ter espaço num jornal, qualquer que fosse? Definitivamente,o Observatório da Imprensa vem, dia a dia, perdendo a sua função e credibilidade. Cordiais saudações.

  3. Comentou em 24/08/2007 Regina Chaves

    Sr. Dines, o seu cinismo é nojento !!!

  4. Comentou em 24/08/2007 Luiz Carlos Bernardo

    À primeira vista, é muita irresponsabilidade da ANAC e da Infraero. Tudo indica que o que menos importa é a vida humana. Apesar do risco – e de se saber do risco iminente – o aeroporto continuou operando normalmente. Quem de fato aplica golpe nesse país? Quanto ao senador Mercadante, até que enfim ele deu o ar de sua graça. Que será que ele pensa do colega Renan? Acredito que a imprensa espera ansiosa a sua manifestação nesse episódio. Ele era tão combativo e atualmente está mudo e calado. Por que?

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem