Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

CADERNO DA CIDADANIA > DIREITOS HUMANOS

Plano desumano

Por Luís Olímpio Ferraz Melo em 12/01/2010 na edição 572

Estava demorando a nova investida da turma do Palácio do Planalto contra a liberdade de expressão, pois eles ensaiam e tentam no Congresso Nacional, por meio de lei, ora por decreto, como agora. É grave a situação desse Plano Nacional de Direitos Humanos, mais ainda quando sai da secretaria que se diz defensora dos direitos desumanos, digo, humanos, pois é tudo que se precisa para se ter efetividade e eficácia na luta contra o desrespeito à dignidade humana é voz e espaço na mídia para mostrar as contradições.

A turma do Partido dos Trabalhadores em outrora, antes de eleitos, eram unha e carne com a imprensa, onde encontravam eco nos seus reclames e obtinham generosos espaços que refletiam nas campanhas eleitorais, mas depois o próprio presidente Lula passou a reclamar da mídia.

Essa movimentação contra a liberdade de expressão é em toda a América do Sul, pois os seus príncipes e princesas ‘socialistas’ querem ‘controlar’ a imprensa e calar os articulistas e intelectuais, daí a necessidade desses expedientes à socapa.

Quando os golpistas totalitários tomam de assalto algum governo, a primeira providência é se apossar dos meios de comunicação de massa, pois precisam divulgar a sua propaganda e assim tentar justificar e legitimar seu ilegítimo governo. Se prosperar e se o egrégio Supremo Tribunal Federal corroborar – coisa que não é difícil – esse tal decreto flagrantemente inconstitucional, será golpe contra os brasileiros e a pátria, pois a liberdade de expressão é conquista dos brasileiros e da civilização.

Exemplo argentino

Por muito menos tempos passados os argentinos foram às ruas fazer ‘panelaço’ pedindo a saída dos ministros da suprema corte argentina.

A população está desmobilizada e isto é prato cheio para os totalitários disfarçados de socialistas, ou sei lá o quê, fazerem o que querem com a população. Tudo é um esquema e em matéria de governo é bom, prudente e sábio desconfiar de tudo. Os ex-esquerdistas mudaram o discurso e hoje a corrupção é até aceitável, quando no passado queriam transformá-la em crime hediondo, a liberdade de expressão era sagrada para eles, hoje profana e desnecessária. Manipulados ou não, esses índices de aprovação do governo Lula, acabam fortalecendo esses desejos insanos de controlar tudo.

A liberdade de expressão é inegociável e devemos ser intransigentes em relação a isto, pois não queiram saber o que é um povo e um país afásico e governado por totalitários disfarçados de boa gente. A maioria da população somente saberá o valor da liberdade de expressão se vier a perdê-la, pois somente na ausência é que é notada essa heróica conquista.

******

Advogado e psicanalista, Fortaleza (CE)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem