Sábado, 25 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

CADERNO DA CIDADANIA > PROFISSÃO PERIGO

Repórter condenado a 13 anos de prisão em Mianmar

02/02/2010 na edição 575

Uma corte militar de Mianmar condenou o jornalista Ngwe Soe Lin a 13 anos de prisão por trabalhar ilegalmente para organizações de mídia estrangeiras, noticia a BBC News [29/1/10]. Lin, que trabalhava para a emissora de rádio e TV Voz Democrática de Mianmar, com sede na Noruega, foi preso quando deixava um cibercafé, em junho de 2009. Depois de ser interrogado por dois meses, ele foi enviado à penitenciária de Insein. Seu advogado, Aung Thein, afrmou não há provas de que ele tenha violado qualquer lei e que apelará da decisão.

Segundo a Associação de Mídia de Mianmar, que tem sede na vizinha Tailândia, 14 repórteres foram presos no país em 2009. Correspondentes dizem que as prisões fazem parte de uma retaliação de militares aos envolvidos em protestos antigoverno em setembro de 2007. Em dezembro a jornalista freelancer Hla Hla Win foi condenada a 20 anos de prisão, por motivos semelhantes aos de Lin, depois que a corte militar descobriu que ela havia enviado um vídeo para a Voz Democrática de Mianmar.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem