Terça-feira, 17 de Julho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº995
Menu

CADERNO DA CIDADANIA > PROFISSÃO PERIGO

Repúdio a atentado contra jornalista em Santarém

Por Artigo 19 em 29/07/2008 na edição 496

Na madrugada de domingo (20/7/2008), indivíduos atearam fogo à casa do jornalista Jeso Carneiro em Santarém, no Pará. Ninguém se feriu no incêndio, mas a casa foi danificada. Jeso Carneiro é colunista e editor de política do semanário Gazeta de Santarém e tem um blog que trata de política. O jornalista acredita que o ataque esteja relacionado a denúncias que tem feito nesses veículos.

‘A Artigo 19 se solidariza com Jeso Carneiro e sua família, e pede às autoridades que investiguem o caso prontamente para punir os responsáveis. O ataque à casa do jornalista, que a Artigo 19 acredita que possa estar relacionado a seu trabalho jornalístico, é uma violação inaceitável à liberdade de expressão’, afirmou Agnès Callamard, diretora-executiva da Artigo 19.

Segundo a imprensa local, dois homens se aproximaram da casa de Carneiro em uma motocicleta preta, por volta das 2h30. Um dos homens teria jogado óleo diesel na casa e ateado fogo. Os vizinhos conseguiram apagar o fogo com água e areia e socorrer a filha e a sogra do jornalista, uma senhora de 81 anos, que estavam dentro da casa.

Família traumatizada

Segundo a polícia civil em Santarém, imagens de circuito interno de vídeo de empresas próximas à casa do jornalista filmaram os indivíduos que fizeram o ataque. As investigações estão em andamento.

‘Não tenho dúvida de que o ataque tem a ver com meu trabalho’, afirmou Carneiro à Artigo 19, citando principalmente as denúncias relacionadas a políticos locais no contexto das eleições municipais de outubro de 2008. ‘Venho sofrendo retaliações também no âmbito da Justiça eleitoral, além de processos por difamação’, disse o jornalista. Recentemente, uma liminar da Justiça Eleitoral impediu seu blog de comparar os candidatos à prefeitura de Santarém.

Em 2000, o carro de Jeso Carneiro foi incendiado na garagem de sua casa e em 2002 o edifício da Gazeta de Santarém também foi incendiado. ‘Minha família está traumatizada e eu estou me sentindo muito inseguro, mas não quero sair de Santarém’, afirmou Carneiro. A Artigo 19 pede às autoridades que forneçam a segurança necessária para que Carneiro possa dar continuidade a seu trabalho jornalístico.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem