Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

CADERNO DA CIDADANIA > CUBA

RSF faz protesto em conferência da Unesco

12/10/2005 na edição 350

Um grupo de jovens vinculado à Repórteres Sem Fronteiras organizou uma manifestação na segunda-feira (10/10) em frente à sede da Unesco, agência especializada da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura, em Paris. Eles vestiam trajes de prisioneiros, listrados em preto e branco, e uma mordaça, em solidariedade aos 23 jornalistas presos em Cuba. O protesto contra a falta de liberdade no país foi organizado em ocasião do discurso do ministro cubano de Relações Exteriores, Felipe Pérez Roque, na 33ª Conferência Geral da Unesco.


Durante a manifestação, os nomes de vários jornalistas presos em Cuba eram repetidos por um alto-falante, junto com afirmações de que o regime cubano ‘abafa a voz dos informadores’. Além disso, um cartaz carregado por ativistas dava ‘boas-vindas’ a Cuba, ‘onde os jornalistas não têm direito algum’. A polícia francesa estabeleceu um pequeno cordão para evitar o eventual acesso ao interior do prédio da Unesco.


Em ocasião anterior, o ministro havia se referido aos jornalistas presos como ‘contribuintes do bloqueio americano à Cuba, fabricantes de falsas informações e conspiradores para desestabilizar o país. Eles põem em perigo os direitos de todos os cubanos’.


A RSF criou há 16 anos um sistema de ‘apadrinhamento’, através do qual organizações de mídia internacionais adotam jornalistas presos. Mais de 200 instituições participam do programa – elas publicam seus casos na imprensa, para que não caiam no esquecimento, e fazem campanha frente aos governos para que sejam libertados. Informações da Repórteres Sem Fronteiras [10/10/05].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem