Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

CADERNO DA CIDADANIA > TV DIGITAL

Tecnologia dará grande vantagem à internet

Por Regiane Muniz em 26/02/2008 na edição 474

O Brasil está se preparando fisicamente para receber a TV digital, mas não possui estrutura para tanto. Os cursos superiores não estão adaptados nem para a internet, muito menos para formar profissionais de convergência de mídia. Nossa cultura ainda não permite grande participação popular no projeto e, dependendo do tratamento dado à nova mídia, não interagirão ativamente com a programação, perdendo-se assim a maior vantagem. Os políticos não conseguiram defender o interesse público contra as grandes empresas por incapacidade de embate e de preparação. As lideranças populares não estão movimentando as comunidades para fazerem pressão a favor da democracia da informação.

A concorrência entre a internet e os veículos tradicionais (rádio, TV analógica e impresso) tende a se acirrar cada vez mais na briga pela audiência. Apesar de empresários das gigantescas empresas (como a Warner) acreditarem que a internet não ameaça seus impérios, a tecnologia digital que virá dá grande vantagem à rede de computadores.

As fórmulas atuais de rentabilidade caíram a partir do momento em que o consumidor poder escolher se deseja, ou não, pular o taipe da propaganda. E outras, como venda on-line, surgiram.

Impedimento é conceitual

No quesito produção de conteúdo, adaptações serão necessárias. Haverá sempre a predominância de um dos veículos já existentes, mas nunca isolados. Uma reportagem em vídeo sobre uma banda poderá ser complementada com gráficos da discografia, downloads das músicas, venda de ingressos para o show, chat com os artistas e fã clube, enquête sobre qual é a melhor canção, galeria de fotos, links para matérias antigas e ainda haver avaliação no trabalho jornalístico. Todas as opções disponíveis em uma única tela.

É necessária uma forte pressão dos movimentos populares para que a tecnologia digital não sirva apenas a interesses capitalistas.

Um subterfúgio que pode ser utilizado é aproveitar o acesso à internet por meio da TV digital e desenhar páginas de web com programação de TV.

A tecnologia digital permite muito mais emissoras do que os canais que estão previstos na legislação atual. Nada impede que daqui a 20 ou 30 anos os movimentos populares consigam mudar as normas, uma vez que o impedimento é conceitual e não físico.

******

Jornalista, Campinas, SP

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem