Domingo, 17 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

CADERNO DA CIDADANIA > CONCORRÊNCIA

Televisa enfrenta ordens de comissão antitruste

19/07/2007 na edição 442

O gigante de mídia mexicano Televisa, que tenta abocanhar um pedaço da operadora de TV a cabo Cablemás, terá que compartilhar programação com outras emissoras televisivas caso queira concretizar o negócio. As condições para a compra incluem o Televisa liberar conteúdo a emissoras que o solicitarem e transmitir programação de outros canais abertos por meio de seu serviço de TV por assinatura.


A ordem foi anunciada no início da semana pelo órgão antitruste Comissão Federal de Concorrência (CFC), informa a Reuters [15/7/07]. O Televisa tem 90 dias para cumpri-la, caso contrário não poderá adquirir fatia de 49% da empresa.


‘Nós garantimos que o Televisa irá, em breve, oferecer acesso não discriminatório a seu conteúdo e suas emissoras’, afirmou o presidente da comissão que regula competição de mercado, Eduardo Perez Motta. ‘Com isso, nós asseguramos que os consumidores tenham o maior número de opções com a TV aberta e os melhores preços na TV paga’.


Condições


Em fevereiro, o CFC estipulou condições similares diante da oferta do Televisa pela companhia de cabo TV1. A comissão ainda não determinou, no entanto, se o grupo cumpriu a ordem. No caso da compra de ações da Cablemás, empresa que transmite para mais de 700 mil assinantes na região central do México, o órgão afirma que o Televisa deve ter uma gama maior de programação local em suas emissoras a cabo e por satélite antes de receber aprovação regulatória.


O Televisa é o maior produtor do mundo de programas em língua espanhola, e nos últimos anos tem tentado expandir sua atuação no mercado de televisão por assinatura mexicano com a compra de operadoras de TV a cabo.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem