Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

CADERNO DA CIDADANIA > TIM LOPES

Um dos assassinos tem regime semi-aberto anulado

Por Repórteres sem Fronteiras em 13/01/2009 na edição 520

Após ter obtido um regime semi-aberto que lhe permitiria visitar sua família durante o dia, Cláudio Orlando de Nascimento, conhecido como ‘Ratinho’, vai finalmente ficar na prisão, por decisão da Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro. Detido desde 2002 e condenado em 2005 a vinte e três anos e meio pelo assassinato, em junho de 2002, de Tim Lopes, jornalista da TV Globo, ‘Ratinho’ pôde solicitar o regime semi-aberto por já ter cumprido um sexto de sua pena. A administração penitenciária a concedera no passado mês de dezembro por ‘bom comportamento’. No entanto, o desembargador Rafael Estrela considerou que ‘Ratinho’ já se havia evadido antes ao cumprir penas por outros crimes.

De acordo com a polícia, ‘Ratinho’, famoso traficante da favela Vila Cruzeiro, foi o principal autor dos atos de tortura cometidos contra Tim Lopes antes de este ser assassinado. O jornalista fora seqüestrado no decorrer de uma reportagem sobre casos de exploração sexual de menores em Vila Cruzeiro. Sete pessoas foram condenadas pelo crime a penas entre vinte e três e vinte e oito anos de prisão. Uma delas, Claudino dos Santos Coelho, ou ‘Xuxa’, obteve o regime semi-aberto em dezembro passado.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem