Quarta-feira, 24 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1047
Menu

CIêNCIA >

Portal da saúde

Por Thiago Romero em 27/03/2006 na edição 374

Com o crescimento da produção científica no Brasil e no mundo, os serviços de referência na internet tornam-se cada vez mais importantes. Mas localizar publicações em determinada área em ferramentas de busca, como o Google ou o Yahoo, é um processo demorado e que pode não trazer os resultados esperados.


Por conta disso, o Departamento de Informática em Saúde da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) mantém no portal da instituição um valioso serviço com referências de quase 2 mil revistas científicas internacionais na área de saúde.


Os títulos, na seção ‘Bibliotecas‘, estão divididos em especialidades e assuntos como anatomia, bioética, cancerologia, farmacologia, história da medicina, microbiologia, psiquiatria e veterinária. Ao clicar em cada um, o visitante tem listas com links para as publicações, a maioria de acesso livre.


O usuário pode também procurar por nome, palavra-chave ou ordem alfabética. A maioria dos títulos está em inglês, mas a página dos títulos em português traz links para publicações como Arquivos brasileiros de cardiologia, Revista brasileira de biologia, Acta medica portuguesa, Pesquisa odontológica brasileira, Revista brasileira de psiquiatria e mais de cem outras.


Direitos autorais


Outro destaque é a relação com 682 livros médicos, brasileiros e estrangeiros, que trazem o conteúdo disponível na íntegra e gratuitamente para qualquer interessado.


‘A idéia é participar da tendência mundial de tornar gratuita, por meio da internet, a maior parte da literatura científica disponível’, disse Daniel Sigulem, chefe do Departamento de Informática em Saúde da Unifesp, à Agência Fapesp. ‘Hoje em dia, os profissionais de saúde não precisam mais gastar dinheiro com assinaturas para ter acesso a várias das principais publicações do mundo.’


Sigulem explica que, ao terem artigos publicados, os pesquisadores passam os direitos autorais às revistas. ‘Com os direitos de publicação perdidos, autores em todo o mundo estão exigindo pelo menos o livre acesso a seus trabalhos’, disse.


A seção de livros e revistas científicas no portal da Unifesp é visitada por mais de 17 mil pessoas por mês. ‘São principalmente alunos de medicina e profissionais em busca de informações técnicas para a realização da prática médica’, conta Sigulem.

******

Repórter da Agência Fapesp

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem