Domingo, 22 de Setembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1055
Menu

CIRCO DA NOTíCIA >

A pisada na bola do Washington Post

Por Alberto Dines em 27/06/2011 na edição 648

** Rebuliço ético na grande imprensa americana: José Antonio Vargas, competente repórter do Washington Post, engajado na cruzada para alterar a política imigratória dos Estados Unidos, confessou numa dramática matéria que forjou a sua nacionalidade americana – na verdade era filipino.

O Washington Post decidiu não publicá-la porque jornalista não pode mentir. O New York Times publicou-a com o inesperado desfecho propiciado pelo farisaísmo do concorrente.

Jornalista não pode mentir, está certo: mas a confissão não era mentirosa, o repórter sabia que ao contar a verdade sujeitava-se às penalidades da lei. Se não confessasse ficaria impune.

O artigo do ombudsman do Washington Post revela muita arrogância e preconceito contra repórteres agressivos. Quem errou? Todos erraram, inclusive os jornais brasileiros – com exceção do Globo –, que passaram ao largo de um dramático episódio que coloca na berlinda não apenas a credibilidade dos jornalistas, mas de toda a imprensa.

** Hackers com base no exterior atacaram diversos sites oficiais aparentemente como protesto contra o governo. Por mais justificado que seja este protesto é imperioso lembrar que os fins nunca podem justificar os meios. Pirataria e vandalismo só podem produzir mais injustiça e mais violência.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem