Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

CIRCO DA NOTíCIA >

Câncer mata ex-chefe de redação do NYTimes

28/11/2006 na edição 409

Morreu na quinta-feira (23/11) o ex-chefe de redação do New York Times Gerald M. Boyd, aos 56 anos. O jornalista tinha câncer de pulmão, diagnosticado em fevereiro, mas manteve a doença em segredo da maioria dos amigos e colegas. Ele deixa esposa, a também jornalista Robin Stone, e o filho Zachary, de 10 anos. Boyd foi o primeiro jornalista negro a ocupar o cargo de chefe de redação no Times. ‘Não vou ficar enfatizando o ineditismo da situação’, afirmou quando foi indicado ao cargo, em 2001. ‘Mas se em algum lugar um menino negro que leia sobre isso possa sorrir e sonhar um sonho maior, isso me deixa muito feliz’. O período de Boyd no posto, entretanto, não foi tão feliz. Em 2003 ele pediu demissão após o escândalo com o repórter-plagiador Jayson Blair. Ao longo dos anos, o jornalista participou de coberturas que mereceram nove prêmios Pulitzer. ‘Ele sabia como mobilizar uma equipe de reportagem e como lidar com uma história para que nada de importante ficasse faltando. Ele sabia como motivar e inspirar’, afirmou o editor-executivo do Times, Bill Keller. ‘Boyd saiu do jornal sob circunstâncias tristes, mas apesar disso deixou grande respeito e afeição’. Informações de Colleen Long [AP, 24/11/06].



Diário pede bloqueio de acesso a registros telefônicos

O New York Times pediu à Suprema Corte americana, na sexta-feira (24/11), a proibição da revisão, pelo governo, dos registros telefônicos dos repórteres Judith Miller e Philip Shenon. Em 2001, os dois jornalistas do diário revelaram os planos do governo para congelar os bens de duas instituições de caridade islâmicas. Um tribunal de apelações determinou que a acusação federal pode ter acesso a registros de ligações telefônicas de Shenon e Judith – que deixou o jornal no fim do ano passado. O Times quer que a justiça bloqueie temporariamente o acesso do governo aos registros para ter tempo de preparar uma petição sobre o caso. O governo conduz uma investigação para descobrir quem vazou a informação para os dois repórteres. Informações da AP [24/11/06].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem