Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

CIRCO DA NOTíCIA > MILAGRES DA IMPRENSA

Celular fala para Veja e não cobra impulsos

Por Alberto Dines em 30/05/2006 na edição 383

Pela primeira vez desde o início da operação da telefonia móvel em nosso país, no início dos anos noventa, celulares estão no banco dos réus. Perderam o status de ‘queridinhos’ quando foram considerados mais perigosos do que as armas nas mãos dos bandidos do Primeiro Comando da Capital (PCC).

É impossível viver hoje sem celular mesmo quando se trata de modelos mais simples, uni-funcionais e pré-pagos. Mas as poderosas operadoras de telefonia móvel não brincam em serviço, extremamente atentas às volatilidades do mercado.

Em pleno motim do PCC, quando as autoridades começaram a exigir o bloqueio de comunicações nas vizinhanças dos presídios, o lobby do celular começou a funcionar na direção contrária.

E como fabricantes e operadoras são grandes anunciantes, não tiveram dificuldade em contra-atacar. Ora insinuavam que o bloqueio efetivo seria inútil ora alegavam que prejudicaria um número considerável de usuários. Chegou-se a noticiar que se o custo do bloqueio fosse pago pelas operadoras, acabaria sendo repassado a todos os usuários.

O golpe de mestre em defesa da inocência do celular foi dado por Veja (edição 1958, com data de capa de 31/05) que, num furo mundial e num lance sem precedentes em matéria de criatividade, conseguiu entrevistar um aparelho de telefonia móvel.

Não é piada, o texto parece matéria de serviço, confiável, com uma retranca palpitante – ‘Crime’ – relacionada com a maior agressão sofrida pelo Estado brasileiro nas últimas décadas. O objetivo ficou claro nas primeiras linhas: desmoralizar a argumentação das autoridades que tentam tornar nossos presídios menos vulneráveis.

Anúncio de três páginas sem sinal de matéria paga.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem