Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

CIRCO DA NOTíCIA > QUINTA-FEIRA, 11/10

Diário Oficial publica MP
que cria a TV Pública

Por Textos selecionados por Luiz Antonio Magalhães em 11/10/2007 na edição 454


Leia abaixo a seleção desta quinta-feira para a seção Entre Aspas.


************


O Estado de S. Paulo


Quinta-feira, 11 de outubro de 2007


TV PÚBLICA
Luciana Nunes Leal


Sai hoje no ‘Diário Oficial’ MP que cria TV pública


‘O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou ontem a medida provisória que cria a rede pública de TV, chamada Empresa Brasil de Comunicação, com orçamento de R$ 350 milhões para 2008. Além de criticar os gastos, a oposição não vê relevância e urgência que justifique a edição de uma MP.


A criação da TV será publicada hoje no Diário Oficial. A primeira transmissão está prevista para o dia 2 de dezembro, quando as emissoras de TVs abertas mudarão a transmissão do sinal analógico para digital. A TV pública será presidida pela jornalista Tereza Cruvinel.


A MP terá que ser aprovada pelo Congresso, mas já estará em vigor desde hoje. A nova televisão será resultado da fusão da TV Educativa com a Radiobrás e deverá ter um conselho curador com 20 integrantes, sendo quatro ministros.’


MÍDIA & POLÍTICA
Folha de S. Paulo


Requião faz parceria de TV com canal chavista


‘O governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB-PR), fechou parceria para que a TV estatal Paraná Educativa veicule programação da emissora do presidente venezuelano, Hugo Chávez, a Telesur. O acerto de Requião foi feito diretamente com Chávez, mas ainda não foi formalizado. A assessoria de imprensa de Requião não quis comentar o acordo. A Paraná Educativa confirmou a parceria, mas não revelou maiores detalhes. A Telesur iniciou suas atividades em julho de 2005 por iniciativa de Chávez. A criação, segundo o venezuelano, pretende ser uma alternativa à informação oferecida por outras redes internacionais.’


MERCADO EDITORIAL
Ubiratan Brasil


Sextante investe em livros para crianças


‘O trio que hoje comanda a editora Sextante, Geraldo e seus filhos Marcos e Tomás Pereira, prepara-se para reviver um momento singular de sua carreira editorial – lançar novamente um selo infantil. Com um investimento inicial de R$ 1 milhão, a editora pretende colocar nas livrarias dez títulos que vão dar início a três coleções: Blocos de Animais (pequenos blocos de madeira em formato de cachorro, coelho, gato e pato), Livros Fantoche e dois livros quebra-cabeças, O Mundo dos Dinossauros e A Arca de Noé e Outras Grandes Histórias da Bíblia, cada um com cinco quebra-cabeças de 48 peças.


‘Há algo de muito encantador no livro infantil, um sopro de ar fresco’, comenta Tomás que, junto do pai e do irmão, se desfez, há nove anos, da editora Salamandra, famosa por lançar títulos que se tornaram clássicos, para então montar a Sextante. O acervo da Salamandra passou para a editora Moderna, mas o desejo de descobrir textos que encantam o olhar infantil continuou na família Pereira.


Por que, então, quase dez anos para voltar ao segmento? ‘Estávamos preocupados com nossa entrada no mundo dos livros para adultos’, explica Tomás, cuja editora detém em seu catálogo um dos grandes fenômenos editoriais recentes, O Código de Da Vinci. A experiência serviu, no entanto, para ditar o caminho que também será seguido pelos livros infantis. ‘Queremos montar coleções com obras originais, belas e com preços atrativos, para facilitar o acesso.’


Para isso, a tiragem inicial de cada livro é de 10 mil exemplares. Facilitou a queda da cotação do dólar e também uma mudança na mentalidade do mercado – novos pontos de venda, como supermercados e lojas de brinquedo, ampliam a oferta. E contribui, finalmente, o aspecto lúdico dos livros. Em um dos lançamentos do próximo ano, por exemplo, o Galope!, a criança vê imagens em movimento ao virar cada página.’


TELEVISÃO
Keila Jimenez


Aposta do mercado


‘Se em audiência Duas Caras ainda não decolou, em anunciantes já pode se dizer que a novela estreou com faturamento maior que o de sua antecessora, Paraíso Tropical.


Segundo estudo da Controle da Concorrência, que monitora inserções comerciais para o mercado, Duas Caras obteve em sua semana de estréia mais anunciantes do que Paraíso no mesmo período. O levantamento mostra que entre os dias 1 e 6 de outubro, Duas Caras exibiu 19 breaks comerciais, ante 16 de Paraíso em sua primeira semana no ar. O número de anunciantes também foi maior: 74 de Duas Caras, ante 68 de Paraíso, assim como o de inserções, 159 da trama de Aguinaldo Silva, ante 131 da novela de Gilberto Braga.


Boa parte dessa aposta antecipada do mercado vem por conta da fama de ‘bom de ibope’ de Aguinaldo Silva, que bateu vários recordes com sua novela anterior, Senhora do Destino.


No entanto, Duas Caras ainda não mostrou a que veio, tendo uma das piores audiência em estréia de novela na Globo – 40 pontos – caindo na seqüência para a faixa dos 33 pontos de ibope. O mercado é paciente, mas quer resultado.


Entre- linhas


O Acústico MTV Paulinho da Viola estréia neste domingo, às 21 h. O show foi gravado em julho e o CD e o DVD da apresentação serão lançados na segunda-feira.


O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) é um dos entrevistados do Opinião Nacional sobre fidelidade partidária. No ar hoje, às 22h40, na Cultura.


Com medo da apresentadora desidratar de tanto chorar por cachorrinhos abandonados, a RedeTV! resolveu reformular o Late Show, de Luisa Mel. A atração, que fica mais bacana, ganha até quadro de culinária a partir de domingo.


Por falar em RedeTV!, a emissora vai juntar as turmas da Mônica, do Barney e da Moranguinho no palco do Ritmo Brasil deste sábado, às 14h30, em homenagem ao Dia da Criança.


A cantora Angela Rô Rô gravou depoimento para o caso da morte de Mônica Granuzzo no Linha Direta Justiça, que vai ao ar no dia 18.


Boas as chamadas de Desejo Proibido, próxima novela das 6 da Globo. A trama de Walter Negrão vem para tentar salvar o ibope no horário.


O programa Muito+, do canal pago Ideal, recebe hoje o artista plástico Romero Britto.


O Universal Channel estréia a 9ª temporada de Law & Order: Special Victims Unit no dia 13 de novembro, às 23 h. O episódio que inicia a temporada traz participações das atrizes Cynthia Nixon (Sex and the City) e Laura Allen (The 4400).’


************


Folha de S. Paulo


Quinta-feira, 11 de outubro de 2007


MEMÓRIA / CHE GUEVARA
Carlos Heitor Cony


Guevara


‘RIO DE JANEIRO – Os 40 anos da morte de Guevara estão provocando matérias na mídia internacional, a maioria a favor do mito, outras, em menor número, apresentando o outro lado do herói, sua crueldade para com os adversários, sua incompetência como administrador.


Como sempre acontece, os dois lados têm razão. Guevara foi e continua sendo o maior exemplo de paixão por um mundo melhor, mártir que se imolou por uma causa nobre, a justiça social. Neste particular, seu nome e rosto de guerrilheiro ficarão para sempre.


O outro lado é também verdadeiro. Após a revolução, e entronizado no poder como o segundo homem na hierarquia cubana, mostrou que não tinha vocação nem entusiasmo pela função pública. Seus planos econômicos foram um desastre.


Foi eficiente apenas na temporada que se seguiu à tomada do poder, quando assumiu a responsabilidade pelas centenas de fuzilamentos dos adversários, muitos deles sem nenhum julgamento.


Contudo, sua grandeza pessoal e a dedicação consciente e permanente à causa que abraçou fizeram dele o melhor logotipo das reivindicações humanas que encarnou como nenhum outro em nosso tempo.


Quando cheguei a Cuba, logo após a notícia de sua morte na selva boliviana, meu maior espanto foi ver uma cédula de cem pesos emitida nos primeiros anos do novo regime. Como acontece com todo papel-moeda, lá estava a assinatura do presidente do Banco Central daquele país: o mesmo Che que morrera de arma na mão, lutando contra o poderoso moinho de vento do imperialismo capitalista.


Nunca se deverá julgá-lo por sua atuação como executivo funcional ou estadista político. Ele desprezava as duas funções. A crueldade com que mandou fuzilar adversários foi a mesma que se voltou contra ele.’


MÍDIA & POLÍTICA
Raphael Gomide


Lavigne diz que não pôs Lula sob vaia em horário do DEM por ser ‘chique’


‘Entre críticas de Onyx Lorenzoni, líder do DEM na Câmara, o novo programa de TV do partido mostra vaias que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu no Maracanã, na abertura do Pan. Lula não aparece nas cenas.


Essa é uma das novidades do filme criado pela produtora de cinema Paula Lavigne, contratada para trazer ‘frescor’ às inserções televisivas do DEM. ‘Somos chiques, né? Somos mais sutis, não precisa pôr [o presidente sendo vaiado], todo mundo sabe’, diz Lavigne, que produziu e dirigiu quatro comerciais -o último passa hoje na TV-, e um programa de dez minutos, a ser apresentado dia 1º.


‘Não sou marqueteira, não sou publicitária, sou uma simples produtora. Dei idéias diferentes. Eles queriam o frescor de roteiro de cinema, com criatividade e liberdade na computação gráfica. Não tenho o vício de marqueteiro’, complementa a produtora, para em seguida admitir se tornar profissional do ramo: ‘Por que não? Tem gente com preconceito. Ih…vai fazer política? É só um trabalho’.


As inserções mostram, por exemplo, o prefeito do Rio, Cesar Maia, ao som de tiros e música de suspense, atrás de barricada com um rapaz armado de fuzil; um prédio é implodido às costas do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, que vê a calculadora voar à sua frente, enquanto paredes do escritório somem para dar lugar a uma sala de aula.


A intenção da mudança, defendida por Cesar e Rodrigo Maia, presidente do DEM, era ousar.


‘Os programas e comerciais de TV já não estimulavam minimamente o eleitor. Rodrigo [Maia] teve a idéia de trazer para a comunicação politica alguém novo e que conhecesse todas as alternativas tecnológicas à disposição, para sair do marasmo. Paula e sua equipe estão revolucionando o comercial político’, diz Cesar Maia. Segundo ele, medições mostram aumento de atenção aos filmes.


O DEM bate forte no governo federal. O senador José Agripino Maia (RN) diz que ‘Lula e Renan fizeram um pacto de cumplicidade: Lula arranja os votos para absolver Renan; Renan se compromete a arranjar os votos para aprovar a CPMF’. Lorenzoni ataca a gestão da Saúde, em um corredor de hospital lotado com pacientes virtuais.


Os valores não foram informados. ‘Os quatro ficaram mais baratos que um comercial de pneus’, diz Lavigne.’


TV PÚBLICA
Folha de S. Paulo


Lula assina MP que cria rede de TV pública


‘O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou ontem a medida provisória que cria a rede pública de TV -inicialmente, será chamada de TV Brasil. O texto não foi divulgado até o fechamento desta edição e seria publicado hoje no ‘Diário Oficial’ da União.


A MP extingue duas empresas, a Acerp (Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto), que leva ao ar a TV Educativa do Rio e a TV Educativa do Maranhão, e a Radiobras, estatal federal.


O Orçamento previsto para 2008 é de R$ 350 milhões, mas há a meta de obter R$ 60 milhões com publicidade institucional.’


JUSTIÇA & JORNALISMO
Folha de S. Paulo


Corregedoria vai investigar se policiais espionavam jornalistas


‘A Corregedoria da Polícia Civil irá investigar a presença de policiais da 7ª Delegacia Seccional Leste na entrada do prédio do Ministério Público Estadual da rua Minas Gerais, em Higienópolis (centro). Segundo promotores, os policiais, que usavam dois carros e uma moto (com placas adulteradas e sem identificação), espionavam jornalistas que vão ao local.


No local fica a sede do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), órgão que investiga grande parte das acusações de extorsões supostamente praticadas por policiais civis contra o megatraficante Juan Carlos Ramirez Abadía. A Folha revelou em agosto, logo após a prisão de Abadía, os supostos achaques.


Até agora, o governo de José Serra (PSDB) afastou oito policiais suspeitos de extorsões.


Os policiais civis da 7ª Seccional ficaram no local, segundo investigação dos promotores, das 10h às 17h30 da última terça em uma frutaria ao lado do prédio. Nesse tempo, perguntavam quem eram os jornalistas que freqüentam o local.


Após serem alertados, os promotores determinaram que policiais do serviço secreto da PM, que prestam apoio à Promotoria, abordassem os oito suspeitos, que estavam em um Celta, um Palio e em uma moto. As placas estavam adulteradas com fitas pretas.


Os policiais, que não explicaram o que faziam no local, foram liberados e seus superiores, questionados sobre a ação.


Só ontem, por volta das 12h40, os responsáveis pela 7ª Seccional, localizada em Itaquera, a mais de 30 quilômetros do local, informaram que os policiais estavam lá ‘para investigar um ladrão de motos’.


O secretário da Segurança Pública, Ronaldo Marzagão, foi procurado na noite de ontem pela Folha, mas não se manifestou nem forneceu os nomes dos policiais investigados. Sua assessoria apenas informou que a investigação foi determinada pelo Decap (Departamento de Polícia Judiciária da Capital), órgão que comanda as ações da Polícia Civil.


Segundo a assessoria de Marzagão, os policiais contestam a versão de que vigiavam jornalistas. Dizem que estavam em uma ‘diligência policial’.’


TELEVISÃO
Daniel Castro


Repórter negro será colunista da Globo


‘Heraldo Pereira é o novo comentarista político do ‘Jornal da Globo’. Ele assumiu ontem a vaga deixada há quase um ano e meio por Franklin Martins, hoje ministro da Comunicação Social do governo Lula.


Primeiro jornalista negro a apresentar o ‘Jornal Nacional’, ainda que apenas nas folgas de William Bonner e Fátima Bernardes, Pereira foi testado pela Globo nos últimos dois meses e meio. Repórter de política em Brasília, ele passou a fazer um trabalho misto, inserindo análises em suas apurações. Passou também a responder perguntas dos âncoras do ‘Jornal da Globo’. A cúpula do jornalismo da Globo gostou do resultado e decidiu entronizá-lo no cargo de colunista. Pesou também na escolha o fato de o jornalista ter fontes de informação em todos os partidos.


O anúncio foi feito ontem à noite por Carlos Henrique Schröder, diretor da Central Globo de Jornalismo. Assim, Pereira é o primeiro comentarista político negro da Globo.


Pereira deixará agora de fazer reportagens, para se dedicar à coluna diária. Fará entradas ao vivo de estúdio e responderá a perguntas dos apresentadores. E continuará dando plantões no ‘Jornal Nacional’.


O jornalista começou na Globo em 1980, pela afiliada de Ribeirão Preto (SP). Em 1988, foi trabalhar em Brasília, cobrindo a Constituinte. Teve uma passagem pelo SBT, de um ano, e voltou para a Globo em 1996.


CASA NOVA Diretor de núcleo agora responsável pelo ‘Mais Você’, J.B. de Oliveira, o Boninho (de ‘Big Brother Brasil’), vai fazer muitas mudanças no programa de Ana Maria Braga. Vai mexer na edição, nas pautas, no visual e na equipe. Seu plano é dar mais modernidade ao programa feminino da Globo _que passará a ser dirigido por uma mulher.


ESTRELA Autor de ‘Duas Caras’, Aguinaldo Silva é o mais novo campeão de audiência do BlogLog, portal de blogs de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, em parceria com a Globo. O blog de Silva é o mais visitado atualmente. Desbancou Carolina Dieckmann, Cléo Pires, Priscila Fantin e Carol Castro. E sua novela continua se recuperando no Ibope. Anteontem, deu 38 pontos na Grande SP.


DOCUMENTÁRIO A Record exibe no próximo ‘Domingo Espetacular’ um documentário de 35 minutos com o bispo Edir Macedo. A gravação foi feita em maio, quando Macedo voltou ao 91º Distrito Policial de São Paulo, onde estivera preso em 1992. No local, foi entrevistado por Paulo Henrique Amorim. O documentário faz parte da estratégia de divulgação da biografia do bispo, que sai segunda-feira, com tiragem recorde de 700 mil exemplares.


INFELIZ Não deu muito certo a idéia da Record de reprisar ‘Essas Mulheres’ no lugar da novela latina ‘Zorro’, que não ia bem no Ibope. Anteontem, ‘Essas Mulheres’ deu três pontos. ‘Zorro’ dava cinco. ‘Márcia’, da Band, aproveitou a brecha e foi vice, com cinco pontos.’


************

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem