Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

CIRCO DA NOTíCIA >

Duas semanas de abobrinhas

Por Alberto Dines em 30/05/2006 na edição 383

A Copa do Mundo começa no dia 9/6, a seleção brasileira já está concentrada na Suíça preparando-se para o primeiro jogo no dia 13/6 em Berlim. Faltam dez dias para a abertura e 14 para a estréia, mas jornais, rádios e tevês já estão dominados pelo frenesi do Mundial.

Sheila Soares, a loura brasileira residente na Suíça, não resistiu ao charme de Ronaldinho Gaúcho, jogou-se sobre ele e rolou na grama com o craque. Não é jornalista, mas sabia exatamente o que aconteceria no dia seguinte (27/5): ganhou a primeira pagina dos nossos jornais. E, de quebra, exibiu a disponibilidade geral para o jornalismo de abobrinhas que dominará as duas próximas semanas.

Se a seleção já iniciou o treinamento, é óbvio que a reportagem especializada deve acompanhá-lo. Mas junto com os abalizados comentaristas esportivos vai um destacamento de especialistas em picadinho e laranjada, encarregados de explorar ao máximo aquilo que ocorre fora de campo e além do tempo regulamentar.

Devidamente gratificada, Sheila Soares desapareceu do noticiário. Em seu lugar apareceu Ronaldo, o Fenômeno, queixando-se abertamente da cerrada marcação da imprensa por causa do seu peso. Ronaldo imaginou que seria eternamente endeusado. Foi ingênuo, a mídia é volúvel e voraz, agora tem outro Ronaldo para endeusar.

O ‘quadrado’ de atacantes pode ser infalível, o talento dos atletas pode ser inesgotável e a sua fibra, imbatível, mas é preciso não esquecer que os patrocinadores gastaram fábulas de dinheiro e as empresas jornalísticas investiram fortunas na cobertura.

Todos precisam rentabilizar custos e monetizar o noticiário. Jogo e placar ficam a cargo da TV Globo.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem