Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

CIRCO DA NOTíCIA > MOHAMMED AL-DURA

Exército israelense pede vídeo à France2

19/09/2007 na edição 451

O exército de Israel pediu à rede de TV France2 para entregar a gravação em
vídeo não editada do assassinato de Mohammed al-Dura, de 12 anos, ocorrido em
setembro de 2000, noticia Josef Federman [Associated Press, 17/9/07].
Telespectadores em todo o mundo chocaram-se com as cenas em que o garoto
muçulmano, assustado, morre no colo de seu pai, Jamal, no meio de uma troca de
tiros entre forças israelenses e militantes palestinos na Faixa de Gaza. Segundo
a narração em off da rede de TV (http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/showNews/mo270320027.htm),
o tiro teria vindo do lado israelense, mas as imagens exibidas não deixam isto
claro.


Há uma disputa legal na França entre a emissora e Philippe Karsenty,
presidente da ONG Media Ratings. Ele acusa a France2 e seu correspondente,
Charles Enderlin, de fraudar o vídeo (http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=346MON022).
Enderlin e a rede abriram um processo de calúnia contra Karsenty e, no ano
passado, um juiz decidiu a favor do correspondente. Mas Karsenty apelou da
decisão e, esta semana, um novo julgamento ocorrerá.


Até hoje não foram esclarecidas as circunstâncias da morte do menino. Os
palestinos culpam as tropas israelenses e o caso tornou-se um símbolo
emblemático da força excessiva de Israel. No entanto, uma investigação militar
mostrou posteriormente que era bem ‘plausível que o menino tivesse sido atingido
por balas palestinas na troca de tiros’. A France2 não decidiu se entregará as
fitas para o exército de Israel.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem