Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

CIRCO DA NOTíCIA > DANÇA DAS CADEIRAS

James Murdoch ganha cargo de peso na News Corp

11/12/2007 na edição 463

James Murdoch está mais próximo à sucessão do comando da News Corporation. O segundo filho mais velho de Rupert Murdoch assumirá um papel maior no conglomerado de mídia, gerenciando as operações digitais, de jornal e de TV na Europa e na Ásia – incluídos aí os jornais britânicos Times of London e Sun, além da empresa de TV por satélite italiana Sky Itália. A nova estrutura de gerência ficará assim mais coesa; até agora, os executivos da Ásia tinham de se reportar a diversas pessoas no grupo.

A notícia confirma que James será, muito provavelmente, o herdeiro ao cargo de presidente da corporação, embora o pai diga que a decisão sobre sua sucessão caberá ao conselho da News Corporation. James é o único dos seis filhos e filhas de Murdoch a trabalhar no império de mídia do magnata. Em 2005, o primogênito, Lachlan, que já havia sido visto como possível sucessor do pai, deixou o cargo de subchefe de operações do grupo. Entre as mulheres, a filha Elisabeth chegou a trabalhar na News Corporation, mas decidiu criar sua própria produtora de TV em Londres, há alguns anos.

Na trilha do pai

Aos 34 anos, James é executivo-chefe do British Sky Broadcasting Group PLC (BSkyB), cadeia de TV por satélite, que desde 2003 tem a News Corporation como um de seus donos. Com suas novas funções, o herdeiro deixará de monitorar a gestão diária da BSkyB para se tornar seu presidente não-executivo, sucedendo o pai, informam fontes ligadas à família ao diário Wall Street Journal. Em seu lugar, ficará o atual diretor-financeiro, Jeremy Darroch.

A maior iniciativa de James na BSkyB foi o investimento de US$ 1,4 bilhão para expandir os negócios para os setores de telefonia e internet banda larga – uma estratégia para competir com as empresas de telecomunicações que tentam acabar com a força do grupo na TV. O movimento prejudicou os lucros da empresa a curto prazo, embora o valor das ações da BSkyB tenham subido posteriormente.

Executivo-chefe anuncia saída da Dow Jones

O executivo-chefe da Dow Jones, Richard F. Zannino, anunciou sua renúncia ao cargo – uma das primeiras de uma série de saídas previstas após a venda do grupo para a News Corporation. Uma nova administração, liderada pelo executivo da News Corporation Leslie Hinton e pelo editor do Times of London Robert Thomson, passará a valer quando a compra da Dow Jones for concluída, esta semana.

‘Embora a escolha tenha sido minha, estou triste’, declarou Zannino em nota aos funcionários. Segundo ele, ser o executivo-chefe de uma empresa de capital aberto é muito diferente de comandar uma divisão de uma empresa maior. ‘Gosto de movimento e achei que seria melhor para a empresa, para a News Corporation e para mim, ficar de lado e deixar a Dow Jones ir para outro nível’. Ele espera administrar outra empresa de comunicação, mas diz que está aberto a outros setores. Zannino era CEO da Dow Jones desde 2006.

Baixas

Entre os executivos que devem deixar seus cargos estão o publisher do Wall Street Journal, Gordon Crovitz; o diretor financeiro da Dow Jones, Bill Plummer; o conselheiro-geral Joseph A. Stern e a chefe de comunicações do grupo, Linda Dunbar. Crovitz deve escrever uma coluna para as páginas editoriais do WSJ.

A News Corporation deve indicar Robert Thomson para gerenciar as operações editoriais da Dow Jones, respondendo a Leslie Hinton, que deixará o cargo de presidente-executivo da News International em Londres para ser executivo-chefe da nova aquisição de Murdoch. Informações de Sarah Ellison e Martin Peers [Wall Street Journal, 7/12/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem