Sábado, 24 de Agosto de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1051
Menu

CIRCO DA NOTíCIA >

Mas nem para dar o resultado do jogo?

Por Rafael Motta em 07/07/2009 na edição 545

O Estado de S.Paulo é um dos jornais que chegam diariamente à Redação de A Tribuna, de Santos (SP). Na edição de quinta-feira (2/7), espanto: nada sobre o jogo no qual o Corinthians conquistara, na véspera, o título da Copa do Brasil.

Como pode não ter saído nada sobre o time de futebol que tem a maior torcida no território paulista, garantiu vaga para a Copa Libertadores da América de 2010 e dispõe, no elenco, de Ronaldo, destaque permanente na mídia internacional?

Não que eu seja corintiano e não soubesse do resultado na mesma noite – os gritos e o barulho de fogos de artifício, perto de casa, indicavam quem levou o caneco. Mas, se dependesse do Estadão para saber quanto foi a partida, estaria perdido.

No alto da primeira página, achei a explicação: era a ‘edição das 21h45’. Mais ou menos a hora em que começaria a decisão entre Corinthians e Internacional.

Antes, os jornais faziam a mesma coisa que o rádio, a televisão e a internet: reproduziam, sem aprofundamento nem diferenciação, resultados e declarações que a mídia eletrônica transmitia um dia antes. Agora, em alguns clichês, nem isso.

É essa a estratégia dos jornais impressos para continuar vendendo?

******

Repórter do jornal A Tribuna, Santos, SP

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem