Segunda-feira, 24 de Junho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1042
Menu

CIRCO DA NOTíCIA >

Novelas da vida real

Por Fernando Schweitzer, de Buenos Aires em 10/02/2009 na edição 524

Semana de sustos ao acompanhar os portais sobre a TV Brasileira tive eu, ao menos eu. Quando pensamos que o mais vil e chulo chegou ao ápice, se recebe no e-mail uma nota como essa do portal Natelinha, que cobre bastidores de TV. Deleite-se ao revés com esta:

‘O SBT dá início nesta terça (03/02) às gravações do piloto do novo Casos de Família. Sem Regina Volpato, que anunciou que deixará a emissora no final deste mês, um formato mais forte e agressivo será adotado.

Há alguns meses, o SBT tentou aproximar o Casos de Família ao Márcia, da Bandeirantes, porém além do desgosto de Regina Volpato em apresentar tal tipo de tele barraco, a audiência se manteve intacta. Dessa vez, sem impedimentos, o canal parte para um formato em que dramas familiares serão debatidos e julgados por um corpo de jurados.’

O menino-peixe

O que me choca é pensar que alguém considera Casos de Família algo assistível e não apelativo. Claro, nada pode se comparar a Márcia, na fase atual, futura ou qualquer que possa surgir. A competição entre a roupagem americanizada de Regina Volpato, clean, com Márcia Goldsmith’Hebert Richards São Paulo’. No entanto, se atentar que de formas distintas ambas usam a tragédia pessoal e um cachê aos entrevistados a título de ajuda de custas são práticas de ambas produções é mais que necessário ressaltar aos que por algum motivo não perceberam este entre outros fatos mais sutis de agressão ao ser humano destes programas.

Num momento em que a nova telenovela das 8 tem índices que são inferiores aos de novelas das 6 de anos atrás, quiçá essa novela que surgir possa atrair público. Pois imagino o que não serão os dois programas no mesmo horário – um tentando encontrar bizarrices e escândalos maiores que o da concorrente no dia anterior. Ainda existem boatos da volta de Sônia Abrão ao SBT, aquela que entrevistou o seqüestrador de Eloá ao vivo em plena tarde. Contra Márcia, aquela que passou duas semanas falando sobre um menino-peixe, o qual, na verdade, era vítima de uma doença de pele.

Preparemos nossos corações, pois as novelas da vida real com medidor de Ibope ao vivo no estúdio estão prestes a estrear. Mas nem tudo é desespero, também temos sustos de teor positivo: o sítio’O Planeta TV’ traz uma enquete, esta semana, que tem parcial seguinte até quarta 06:00h, 04 de fevereiro de 2009:

Uma luz no fim do túnel

Qual é a melhor opção do horário nobre?

Big Brother Brasil 9 – 20,41%

Caminho das Índias – 31,43%

Chamas da Vida – 41,73%

Os Mutantes – 6,43%

 

Só de pensar que as pessoas em peso, ao menos os que acessam esse site, preferem Chamas da Vida a Big Brother, que é o confronto direto de horário desta enquete, é uma luz no fim do túnel. Esperemos que no caso de nossas amigas de sensacionalismo despautérico e sem motivação racional para existir sejam rechaçadas dentre suas peripécias televisivas e que as emissoras busquem investir em algo com um pouco de mais bom gosto para nossas tardes. E notas dizendo sobre o BBB mil nem poderei comentar para não subir minha pressão. Que já está demasiadamente alta ao descobrir que meu banco não substitui em caso de roubo tarjetas de seus correntistas fora do país, mesmo que sejam internacionais.

******

Ator, diretor teatral, cantor, escritor e jornalista

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem