Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1009
Menu

CIRCO DA NOTíCIA >

O que a imprensa precisa fazer

Por Alberto Dines em 11/02/2008 na edição 471

Enquanto governo e oposição se engalfinham por conta das investigações sobre a farra dos cartões corporativos, qual deve ser o papel da imprensa? Estimular a briga política ou a estimular uma devassa imediata?


O cidadão evidentemente está interessado em punir os prevaricadores, mas antes de tudo quer fechar as torneiras por onde escorre o dinheiro dos seus impostos. A queda-de-braço entre as principais forças políticas vende jornal, aumenta as audiências, mas este tipo de disputa não resolve problemas imediatos – deverá continuar certamente até as próximas eleições.


Além de fazer barulho, cabe à imprensa investigar. Enquanto o governo federal e o estado de São Paulo tomam providências para acabar com os abusos, cabe à imprensa descobrir como está a situação no âmbito do Judiciário, do Ministério Público e dos serviços administrativos do Legislativo.


Há outras questões que merecem ser apuradas, uma delas crucial – como foi a escolha da administradora dos cartões? Houve licitação?


A imprensa não pode perder esta oportunidade para mostrar sua autonomia, sua capacidade investigativa e sua importância como poder fiscalizador. A farra dos cartões foi descoberta pela imprensa e não pelos políticos, cabe à imprensa ir adiante.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem