Ronaldo e a imprensa linchadora | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

CIRCO DA NOTíCIA > MÍDIA & CELEBRIDADES

Ronaldo e a imprensa linchadora

Por Alberto Dines em 05/05/2008 na edição 483

Não foi só a imprensa popular que se interessou pelas confusões noturnas em que se envolveu Ronaldo, o fenômeno.


O New York Times publicou ontem uma matéria e na semana passada, jornais europeus de qualidade como o espanhol El País e o italiano La República, também entraram no assunto procurando, como é óbvio, mantê-lo dentro dos seus paradigmas de decência e respeito.


Com sua matéria de capa no último fim de semana,  Veja seguiu uma linha diferente: preferiu liquidar a carreira do esportista ao comparar o penoso episódio com o triste fim de Maradona.


Vamos com calma: por mais vexatórias que tenham sido as circunstâncias daquela aventura, o jogador continua contratado pelo Milan recuperando-se de uma cirurgia. Até prova em contrário, apesar do seu peso e da idade, Ronaldo ainda é um craque.


O semanário da Abril estendeu ao camisa nove o mesmo tom raivoso e enfezado que tem adotado em matéria política nos últimos tempos. Não ofereceu o benefício da dúvida, simplesmente cedeu à tentação de derrubar o mito e espezinhá-lo.


O Fantástico de ontem à noite agiu corretamente e ofereceu ao desastrado uma oportunidade para explicar-se e desculpar-se. Convém não esquecer que uma imprensa linchadora cria um público linchador.

Todos os comentários

  1. Comentou em 12/09/2008 Francisco de Assis Leonel

    Prezado Sr. Alberto Dinis
    O que se vê e escuta sobre a CPI dos Grampo percebe-se que existem dois lados extremistas: um que procura enfocar o ‘pecado’ do delegado suposto de ter cometido desvio de conduta. è claro que não concordadmos com a violação da privacidade de ninguem. Mas a insistente insinuação buscando incriminar tal delegado, faz-me imaginar o segundo extremismo: Há uma grande interesse em desviar a atenção dos crimes cometidos pelo pessola de colarinho branco. Estes sim são crimes que afetam a maioria da polpulação, pois, acobertados pelos trâmites jurídicos, tais criminosos permanecem impunes e encorajam o surgimento de outros que tais.
    E assim o povo brasileiro parece condenado ao sacrifício de toda sorte.

  2. Comentou em 08/05/2008 Mário Zambonin

    É sempre um prazer ler as considerações de Alberto Dines.

    A frase que encerra a matéria é cheia de conseqüências e digna de reflexão.

  3. Comentou em 06/05/2008 Fernando Meiras

    Ronaldo é a representação do herói brasileiro. Saiu da pobreza e venceu na vida. Os brasileiros, famintos por abrandar sua falta do que fazer e desesperançados por inexistentes objetivos de vida, idolatram-no como outros milhares que aparecem na telinha. Ronaldo foi e talvez continue sendo um fenômeno igual aos milhares por aí: os homens o invejam e as mulheres o desejam. Se quem se preocupa com o status desse jogador não tem nada melhor a fazer, o problema é de cada um. Mas talvez isso signifique alguma coisa fora de propósito individual.

  4. Comentou em 05/05/2008 Vinicius Raul

    Continuação…

    o Sérgio Malandro qdo foi acusado de cheirar cocaína foi prontamente fazer o exame para provar que ele nunca havia usado droga… Será que ele não pensou em momento algum na namorada dele, que ficou com ele nos momentos mais difíceis da vida dele recentemente…… Será que ele não pensou no filho dele?? que é uma criança e vê o pai se envolvendo com travestis…………. Na sua posição de EMBAIXADOR DA UNICEF ?????? Nas pessoas que o admiram no mundo inteiro……… pare…… se dizer vitima de extorção é que querer encobrir outros erros mtto piores do que uma extorsão… e quem quer passar para as pessoas que ele foi apenas vitima de extorsão é tão demagogo qto o próprio Ronaldo. A Globo é um câncer do nosso país, não só no esporte, mas na política e em tudo o que faz parte do nosso cotidiano…..

  5. Comentou em 05/05/2008 Izadora Fernando

    ‘O Fantástico agiu corretamente’. Discordo. Primeiro pq Patrícia Poeta entrevistou como uma ‘amiguinha’ do Ronaldo, sempre rindo pra ele e fazendo que sim com a cabeça. Beirou ao ridículo. Sem contar as perguntas: ‘vc teve relação com os travestis?’ MUITO interessante… A quem isso interessa?A entrevista não foi dinâmica, tampouco esclarecedora. Aliás, Ronaldo, como todo jogador de futebol que se preze, fala mto mal, dá até sono. As perguntas só não foram mais previsíveis do que as respostas do ‘craque’: ‘sou heterossexual, isso eu acho que ninguém duvida’. Socorro!

  6. Comentou em 05/05/2008 Fabricio M Souza Souza

    NÃO É BEM ASSIM! O Fantástico, fez uma entrevista ‘puxa-saco’. A ‘mocinha’ da entrevista, toda hora sorria! Gostaria, que eles dessem o mesmo tempo de explicação aos travestis! O que não vão fazer, pois estão acostumados a puxar o sacos dos mais fortes e dos economicamentes bem sucedidos na vida! Para uma democracia, é primaz ouvir no mesmo espaço e tempo os travestis em rede nacional!

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem